- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Deputado dos EUA que deseja barrar exportações do Brasil mira em Trump e Bolsonaro, diz analista

© REUTERS / Nacho DoceIncêndios florestais no território brasileiro da Amazônia
Incêndios florestais no território brasileiro da Amazônia  - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O deputado dos Estados Unidos, Peter DeFazio, do Partido Democrata, propôs nesta terça-feira (10) uma lei para proibir a importação de alguns produtos brasileiros e também para barrar a negociação de um acordo de livre comércio entre os dois países.

O motivo do boicote aos produtos e ao acordo é a recente crise do aumento do número de incêndios na região da Amazônia.

O projeto intitulado Lei para Agir pela Amazônia propõe barrar a importação de carne, soja, couro, madeira, açúcar, tabaco, papel, milho e petróleo do Brasil.

Para Creomar de Souza, professor da Universidade de Brasília (UnB) e fundador do Dharma Political Risk and Strategy, a proposta de Peter DeFazio tem como objetivo atingir o presidente Bolsonaro, mas especialmente atingir também o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, já de olho na eleição presidencial que se aproxima.

"Acredito que ele está atirando em um para acertar em dois. Ele mira de um lado no presidente Bolsonaro e de outro em Trump", disse à Sputnik Brasil.

A proposta de DeFazio, que tem o apoio de outros 14 congressistas, prevê também a suspensão de assistência militar ao país por conta da situação da Amazônia.

Creomar de Souza, no entanto, é cético quanto ao efeito prático da proposta do deputado norte-americano.

"O que nós temos visto é que normalmente essas iniciativas não prosperam tanto, isso quer dizer o que elas geram, um determinado burburinho, mas até pelo fato de outros interesses que acabam afetando essas questões, elas não se tornam tão práticas", afirmou.

Segundo a análise de Creomar de Souza, não é o momento do governo brasileiro dar muita atenção a esse tipo de declaração.

"Não cabe a representação diplomática brasileira neste momento dar algum tipo de palanque para essa interpretação que foi posta", complementou.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала