'Concurso de insultos': chanceler francês reage a declarações de Guedes contra Brigitte Macron

© AFP 2022 / Alain JocardBrigitte Macron
Brigitte Macron - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O chanceler francês afirmou que a diplomacia não é um "concurso de insultos", reagindo assim às declarações hostis do ministro da Economia do Brasil, Paulo Guedes, contra a esposa do presidente da França.

No domingo (8), o ministro francês das Relações Exteriores, Jean-Yves Le Drian, deplorou o "concurso de insultos" de certos responsáveis brasileiros em relação à França e à esposa do presidente francês Emmanuel Macron.

"Minha reação pessoal é que não se gerenciam as relações internacionais organizando, em qualquer país que seja, concursos de insultos, porque é isso que se está passando", declarou ele durante a emissão política francesa Le Grand Rendez-vous Europe1/CNEWS/Les Echos.

"Eu não confundo os atuais líderes com o que é a realidade do Brasil", disse Jean-Yves Le Drian, que se encontrou com seu homólogo brasileiro no fim de julho.

"Mas [...] constato a persistência de comentários agressivos e injuriosos, que não são aceitáveis", complementou o chanceler francês.

Ofensas contra Brigitte Macron

No dia 4 de setembro, o ministro da Economia do Brasil, Paulo Guedes, declarou em público, antes de pedir desculpas, que Brigitte Macron "é feia mesmo", lançando um novo charge contra a esposa do presidente francês, já atacada pela sua aparência pelo presidente do Brasil, Jair Bolsonaro.

No fim de agosto, o chefe de Estado brasileiro já tinha provocado um escândalo, publicando um comentário em uma postagem ofensiva no Facebook sobre a forma física de Brigitte Macron, em meio a tensões entre Brasília e Paris sobre os incêndios na Amazônia. Mais tarde, Bolsonaro retirou o comentário.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала