Deputado leal a Guaidó foge para a Colômbia após processo por tentativa de golpe

© REUTERS / Carlos Garcia RawlinsLíder da oposição venezuelana e presidente autoproclamado, Juan Guaidó, discursa em frente à base aérea La Carlota, em Caracas
Líder da oposição venezuelana e presidente autoproclamado, Juan Guaidó, discursa em frente à base aérea La Carlota, em Caracas - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O deputado oposicionista da Assembleia Nacional venezuelana, Luis Florido, leal a Juan Guaidó, fugiu para a Colômbia após ser processado por seu papel na tentativa fracassada de golpe no país, em 30 abril. Mais cedo a Suprema Corte do país havia decretado sua detenção preventiva em uma prisão militar na capital venezuelana, Caracas.

Florido anunciou sua fuga através de sua conta no Twitter, em que postou um vídeo afirmando  que está fora do país na Colômbia "a salvo de um regime pronto para prender deputados".

Departamento do Tesouro dos EUA em Washington - Sputnik Brasil
EUA sancionam duas empresas e dois navios por ligações com a Venezuela
Mais cedo, o vice-líder da Assembleia Nacional, Edgar Zambrano, chegou a ser detido por agentes da inteligência venezuelana devido ao seu apoio à tentativa de golpe liderada por Guaidó.

Zambrano e Florido estão entre um grupo de sete deputados da Assembleia que tiveram suas imunidades parlamentares removidas pela Assembleia Constituinte do país após apoiarem a tentativa de golpe. Os outros deputados são Henry Ramos Allup, Richard Blanco, Marianela Lopez, Simon Calzadilla e Americo de Grazia.

Os deputados de alta traição, conspiração pública para a violação da lei, incitação ao levante civil e usurpação do poder, entre outros crimes.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала