Senador russo: presença da Rússia na Venezuela é quase nula

© Sputnik / Magda GibelliMedicamentos doados à Venezuela pela Rússia (foto de arquivo)
Medicamentos doados à Venezuela pela Rússia (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A presença da Rússia na Venezuela é quase nula, disse à Sputnik o senador Vladimir Dzhabarov, vice-presidente do Comitê de Assuntos Internacionais da câmara alta, em resposta às declarações do Presidente dos EUA, Donald Trump.

Mais cedo, Trump disse aos jornalistas na Casa Branca que a Rússia deve deixar a Venezuela e que todos os meios serão considerados para isso.

"Na Venezuela não há praticamente nenhuma presença russa, com exceção de um pequeno grupo no setor de petróleo. Não há nenhuma interferência russa nos assuntos internos da Venezuela, enquanto os americanos circulam livremente pelo país, embora a Venezuela não seja uma colônia. Então, aparentemente, O Sr. Trump disse isso sem pensar, e de uma forma rude", disse Dzhabarov.

Segundo o senador russo, essa declaração do líder americano é uma nova etapa da russofobia, inspirada no lobby político americano.

Presidente dos EUA, Donald Trump, durante coletiva de imprensa com o presidente da Rússia, Vladimir Putin, após a reunião em Helsinque, em 16 de julho de 2018 - Sputnik Brasil
Trump diz que Rússia deve sair da Venezuela: 'todos os meios estão sendo avaliados'
"A investigação do procurador especial (Robert) Mueller sobre laços de Trump com a Rússia falhou. Agora estão tentando estender o problema para Venezuela", disse o político.

Mais cedo, o vice-presidente dos EUA, Mike Pence, disse que os Estados Unidos acreditam que a chegada de aviões militares russos à Venezuela seria uma provocação indesejável e convidou Moscovo a parar de apoiar o governo do presidente venezuelano Nicolás Maduro.

Um grupo de militares russos chegou à capital venezuelana de Caracas para participar de consultas com autoridades do país sobre cooperação na indústria de defesa, informou uma fonte diplomática em Caracas à Sputnik.

Os aviões chegaram no sábado, mas a mídia informou anteriormente que cerca de 99 militares russos chegaram a Caracas a bordo de dois aviões, que também entregaram 35 toneladas de carga.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала