PIB da Argentina caiu 6,2% no quarto trimestre de 2018

CC0 / / Bandeira da Argentina
Bandeira da Argentina - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O Produto Interno Bruto (PIB) da Argentina contraiu 6,2% nos últimos quatro meses de 2018 em relação ao mesmo período de 2017, enquanto a recessão anual foi de 2,5%, informou o Instituto Nacional de Estatística e Censos (INDEC).

"A estimativa preliminar do Produto Interno Bruto (PIB), no quarto trimestre de 2018, registrou queda de 6,2% em relação ao mesmo período do ano anterior", diz o relatório com dados preliminares da Indec.

O relatório acrescenta que "a variação percentual acumulada de 2018 em relação ao mesmo acumulado do ano anterior foi de —2,5%".

Em 2017, a atividade econômica havia contraído 2,7%.

Protesto de trabalhadores em Buenos Aires, Argentina - Sputnik Brasil
Aproveitamento da indústria argentina cai para seu pior nível desde 2002
"A evolução macroeconômica do quarto trimestre de 2018 determinou, de acordo com as estimativas preliminares, uma variação na oferta global, medida a preços de 2004, de —11,0% em relação ao mesmo período do ano anterior, devido à queda de 6,2% do PIB e de 26,1% nas importações de bens e serviços reais", informou INDEC.

Em termos de procura global, nos últimos três meses do ano passado houve uma queda de 25% na formação bruta de capital fixo, 9,5% no consumo privado e 5,1% no consumo público.

Por outro lado, as exportações de bens e serviços reais registraram crescimento de 10,4% no quarto trimestre do ano passado.

O PIB argentino começou a contrair-se no segundo trimestre de 2018 (abril-junho), com uma redução ano-a-ano de 4,2%. No período de julho a setembro confirmou-se que o país estava entrando em recessão, com uma nova queda no PIB de 3,5%.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала