- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

MEC cria comissão para revisar questões do Enem 2019 e 'verificar pertinência'

© Foto / DivulgaçãoENEM
ENEM - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), junto ao Ministério da Educação (MEC), criou nesta quarta-feira um grupo que decidirá que questões entrarão no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

A medida consta foi publicada no Diário Oficial da União.

Jair Bolsonaro coloca seu voto no segundo turno das presidenciais no Brasil, em 28 de outubro de 2018 - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Bolsonaro critica Enem e diz que vai verificar prova com antecedência em 2019
O secretário de Regulação e Supervisão da Educação Superior do MEC, Marco Antônio Barroso, o diretor de Estudos Educacionais do Inep, Antonio Maurício das Neves, e Gilberto Callado de Oliveira, representante da sociedade civil, serão membros do grupo.

O grupo recomendará a não utilização de itens na montagem do exame, mediante justificativa. A análise passará depois pelo diretor de Avaliação da Educação Básica, Paulo Cesar Teixeira, que deverá emitir um contra parecer para cada um desses itens. A decisão final da utilização ou não caberá ao presidente do Inep, Marcus Vinícius Rodrigues.

"Os especialistas da comissão são nomes reconhecidos e que podem contribuir para a elaboração de uma prova com itens que contemplem, não apenas todos os aspectos técnicos formais, mas também ecoem as expectativas da sociedade em torno de uma educação para o desenvolvimento de um novo projeto de País", informou, em nota, o presidente do Inep.

Segundo a portaria, publicada no site da instituição "todas as atividades serão realizadas em Ambiente Físico Integrado Seguro (AFIS) do Inep", que fica em Brasília, dentro da sede do Inep. Eles assinarão um termo de confidencialidade e sigilo.

Segundo a autarquia, pelo caráter sigiloso do Banco Nacional de Itens, não será publicado relatório de trabalho sobre o processo. Tampouco os membros da comissão estão autorizados a se pronunciar sobre o trabalho.

No ano passado, Bolsonaro criticou questões do exame e disse que tomaria conhecimento antes da prova.

Este ano, o Enem será aplicado nos dias 3 e 10 de novembro. As inscrições estarão abertas de 6 a 17 de maio, informou Agência Brasil.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала