Poroshenko promete buscar a 'libertação' da Crimeia se for reeleito na Ucrânia

© AP Photo / Emilio MorenattiUkrainian President Petro Poroshenko
Ukrainian President Petro Poroshenko - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O presidente da Ucrânia, Pyotr Poroshenko, declarou nesta segunda-feira que, se vencer as eleições presidenciais, reforçará a cooperação internacional para "libertar" a Crimeia.

"Minha primeira decisão e minha prioridade número um [depois da vitória eleitoral] será aumentar a cooperação internacional para libertar Crimeia por meio político e diplomático", afirmou ele em uma entrevista ao canal de televisão ICTV.

5 anos da reunificação da Crimeia à Rússia - Sputnik Brasil
5 anos da reunificação da Crimeia à Rússia

Poroshenko chamou a recente visita do presidente russo Vladimir Putin à Crimeia de uma "violação da soberania da Ucrânia."

Putin participou nesta segunda-feira de uma reunião com representantes dos círculos sociais da Crimeia e Sevastopol e disse que a Rússia vai começar a desenvolver as suas relações com a Ucrânia, quando "o senso comum se imponha" a Kiev.

Por enquanto, declarou o presidente russo, as ações das autoridades ucranianas causam estupor.

A Crimeia se separou da Ucrânia e voltou a fazer parte da Rússia após um referendo em 2014, no qual a esmagadora maioria dos eleitores — mais de 96% — endossou essa opção.

Já Kiev considera que a Crimeia é "temporariamente ocupada" e parte do território ucraniano.

O governo russo tem afirmado repetidamente que o povo da Crimeia, democraticamente e em plena conformidade com o direito internacional e da Carta das Nações Unidas, votou pela reunificação com a Rússia.

Castelo do Ninho da Andorinha no topo de um penhasco costeiro na cidade de Gaspra da Crimeia. - Sputnik Brasil
UE reafirma compromisso com a política de não reconhecimento do referendo na Crimeia

Para o presidente Vladimir Putin, a questão da Crimeia "está definitivamente fechada".

As eleições presidenciais na Ucrânia serão realizadas em 31 de março de 2019, com um total de 39 candidatos aspirantes ao cargo.

Lidera as pesquisas o comediante Vladimir Zelenski (24%), seguido pelo presidente Poroshenko (20%) e pela ex-primeira-ministra Yulia Timoshenko (13%).

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала