Grupo ligado à Frente al-Nusra planejava atacar base russa na Síria

© Sputnik / Dmitriy Vinogradov / Abrir o banco de imagensBombardeiros Su-24 da Força Aeroespacial da Rússia na base aérea em Hmeymim, Síria (foto de arquivo)
Bombardeiros Su-24 da Força Aeroespacial da Rússia na base aérea em Hmeymim, Síria (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O Ministério da Defesa da Rússia anunciou ter realizado um ataque aéreo contra um depósito de armas de terroristas em Idlib, após coordenar a ação com a Turquia.

O Ministério da Defesa da Rússia declarou nesta quarta-feira que o grupo terrorista Hayat Tahrir al-Sham, ligado à Frente al-Nusra, planejava um ataque de drones contra a Base Aérea Russa em Hmeymim, na Síria. O ataque foi antecipado pela Força Aérea Russa, que conduziu um ataque aéreo a um armazém, onde o grupo guardava os drones e munições.

Militante do Hezbollah na Torre de Vigilância - Sputnik Brasil
Inteligência israelense: Hezbollah está formando secretamente grupo na Síria contra Israel
O ataque foi coordenado com a Turquia, acrescentou o ministério. Dias antes do atentado, um grande carregamento de drones foi levado ao depósito, de acordo com as informações do ministério.

Grupos terroristas já tentaram usar drones em seus ataques contra a Base Aérea de Hmeymim, mas as aeronaves foram derrubados por sistemas de defesa aérea russos. Um dos ataques mais recentes ocorreu em 4 de setembro de 2018.

Quase dois meses depois, o vice-ministro da Defesa da Rússia, Alexander Fomin, afirmou que um dos ataques de drones na base havia sido organizado a partir de uma aeronave de vigilância Poseidon 8 dos EUA. O alto funcionário disse que a tripulação do avião controlava manualmente os drones, enquanto sobrevoava o Mar Mediterrâneo por cerca de oito horas durante o ataque.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала