Ministro da Saúde da Venezuela garante que hospitais estão funcionando após blecaute

© AFP 2022 / YURI CORTEZ Moradores de Caracas reunidos do lado de fora de uma subestação de energia danificada da estatal Corpoelec, na capital do país, onde explosões de causa desconhecida ocorreram neste 11 de março de 2019, dias após o início de um grande apagão elétrico que segue afetando várias áreas da Venezuela.
Moradores de Caracas reunidos do lado de fora de uma subestação de energia danificada da estatal Corpoelec, na capital do país, onde explosões de causa desconhecida ocorreram neste 11 de março de 2019, dias após o início de um grande apagão elétrico que segue afetando várias áreas da Venezuela. - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O ministro venezuelano da Saúde, Carlos Alvarado, assegurou que os centros hospitalares do país estão totalmente operacionais após o blecaute que afetou o o país nos últimos dias.

Os hospitais estão em "plena operatividade,  talvez alguma falha que será corrigida imediatamente, para isso justamente todos os órgãos estão dedicados ao atendimento de emergência e de fato isso está acontecendo", disse Alvarado em entrevista ao canal do Estado venezuelano de televisão.

Moradores de Caracas reunidos do lado de fora de uma subestação de energia danificada da estatal Corpoelec, na capital do país, onde explosões de causa desconhecida ocorreram neste 11 de março de 2019, dias após o início de um grande apagão elétrico que segue afetando várias áreas da Venezuela. - Sputnik Brasil
Parlamento da Venezuela declara estado de alarme após blackout
O ministro da Saúde também negou as informações publicadas nas redes sociais sobre a inoperabilidade dos hospitais diante de falhas de energia elétrica.

"Esses rumores, aqueles tweets que estão circulando nacional e internacionalmente são completamente falsos, estamos em contingência, estamos dedicados a garantir atendimento em todas as unidades de saúde", disse ele.

Além disso, o ministro assegurou que nos centros assistenciais o abastecimento de água é garantido por meio de caminhões-pipa.

As redes de eletricidade venezuelanas entraram em apagão no dia 7 de março, após um colapso em El Guri, uma usina hidrelétrica que fornece 80% de todo fornecimento energético do país.

O blecaute afetou os 23 estados do país.

O presidente Nicolás Maduro acusou os EUA de anunciar e dirigir uma guerra elétrica contra a Venezuela.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала