Bombardeiros B-52 dos EUA sobrevoam águas disputadas perto da China

© AFP 2022 / Raul ARBOLEDABombardeiro norte-americano B-52 Stratofortress
Bombardeiro norte-americano B-52 Stratofortress - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
De acordo com as Forças Aéreas do Pacífico norte-americanas (PACAF), dois B-52 participaram de treinamento rotineiro.

Um dos bombardeiros estratégicos B-52 realizou um voo nas proximidades de ilhas disputadas no mar do Sul da China.

As Forças Aéreas do Pacífico norte-americanas confirmaram em um comunicado que "dois bombardeiros B-52H Stratofortress decolaram da Base Aérea de Andersen, em Guam, e participaram de missões de treinamento".

"Um bombardeiro realizou um treinamento nas imediações do mar do Sul da China antes de retornar a Guam, enquanto que o outro realizou um treinamento nas imediações do Japão, em coordenação com a Marinha dos EUA e com os companheiros da Força Aérea japonesa antes de retornar a Guam", informa o comunicado divulgado pela ABC News.

Premier chinês, Li Keqiang - Sputnik Brasil
China anuncia meta do PIB e investimentos em defesa
As operações marítimas nas proximidades de ilhas disputadas no mar do Sul da China são realizadas pelos EUA baseadas no princípio da liberdade de navegação, apoiado pela Convenção das Nações Unidas sobre o Direito do Mar.

As missões da Força Aérea norte-americana também visam recordar que está região faz parte do espaço aéreo internacional.

A China reivindica o direito de construir instalações militares no arquipélago Spratly, composto por um grande número de pequenas ilhas e recifes espalhados em uma área de mais de 400 mil km².

A região é disputada por China, Filipinas, Malásia, Taiwan e Vietnã, que ocuparam algumas das ilhas e reivindicam parte ou a totalidade do território. Além disso, Brunei também está presente em alguns recifes do arquipélago, no entanto, não reivindicou direitos.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала