Trump prolonga sanções contra a Rússia

© AP Photo / Pablo Martinez MonsivaisPresident Donald Trump, accompanied by Treasury Secretary Steven Mnuchin, speaks to the media in the lobby of Trump Tower in New York, Tuesday, Aug. 15, 2017
President Donald Trump, accompanied by Treasury Secretary Steven Mnuchin, speaks to the media in the lobby of Trump Tower in New York, Tuesday, Aug. 15, 2017 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou nesta segunda-feira (4) o prolongamento das sanções econômicas dos EUA sobre a Rússia.

As sanções já haviam sido expandidas em janeiro de 2018, quando 21 indivíduos e 12 entidades foram adicionadas à Lista Setorial de Identificação de Sanções. Um projeto de lei introduzido em fevereiro de 2019 por um grupo de senadores dos EUA também sugere o sancionamento de empresas dos EUA e cidadãos que comprei títulos da dívida soberana russa.

Um míssil nuclear ICBM Titan II desativado é visto em um silo no Missile Museum Titan. 12 de maio, 2015, Green Valley, Arizona. - Sputnik Brasil
Putin assina decreto sobre suspensão do Tratado INF pela Rússia
Donald Trump estendeu as sanções devido ao suposto envolvimento na crise da Ucrânia. Em seu pronunciamento, Trump disse que a a extensão está acontecendo devido às supostas ações e políticas da Rússia.

As sanções também afetam pessoas e organizações que ponham em risco os processos democráticos e as instituições na Ucrânia ou que coloque em risco sua soberania, integridade territorial e que ajude no apropriação indevida de seus ativos.

Os EUA impuseram sanções contra a Rússia após o inícios da crise ucraniana, em 2014. As sanções, desde então, forma expandidas diversas vezes para incluir mais indivíduos, entidades e setores econômicos inteiros. A última dessas expansões aconteceu em janeiro de 2018, quando 21 indivíduos e 12 entidades foram colocadas sob sanções.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала