Morre terceiro indígena ferido em confronto na Venezuela internado em Roraima

© Sputnik / Mikhail Alaeddin / Abrir o banco de imagensMilitares venezuelanos fazem cordão de isolamento na ponte Simón Bolívar
Militares venezuelanos fazem cordão de isolamento na ponte Simón Bolívar - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Morreu neste domingo (3) o terceiro indígena venezuelano que estava internado no Hospital Geral de Roraima (HGR) desde o dia 23 de fevereiro após confronto entre indígenas da comunidade San Francisco de Yuruaní e venezuelanos em 22 de fevereiro.

Jorge Javier Gonzalez Parra, de 40 anos, chegou ao hospital com traumatismo craniano grave. A causa da morte foi choque neurogênico (dilatação dos vasos sanguíneos em função de uma lesão na medula), segundo o HGR. As informações foram publicadas pelo portal G1.

Presidente da Assembleia Nacional da Venezuela, Juan Guaidó - Sputnik Brasil
Ameaçado de prisão, Guaidó reafirma que vai voltar à Venezuela e convoca prostestos
No sábado, Rolando Garcia Martinez, de 52 anos, havia morrido de complicações por ferimento por arma de fogo, segundo a Secretaria Estadual de Saúde de Roraima (Sesau-RR). Outros 18 venezuelanos seguem internados no hospital.

Kliver Alfredo Perez Rivero, de 24 anos, havia morrido em 27 de fevereiro. Ele também havia sido ferido a tiros.

O confronto ocorreu em Kumarakapay, localidade a cerca de 80 km da fronteira com o Brasil.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала