Vai doer no bolso: Elizabeth II calcula 'risco estratégico' para propriedades após Brexit

© REUTERS / Peter NichollsHorse Racing - Royal Ascot - Ascot Racecourse, Ascot, Britain - June 23, 2018 Britain's Queen Elizabeth during the royal procession before the start of the racing
Horse Racing - Royal Ascot - Ascot Racecourse, Ascot, Britain - June 23, 2018 Britain's Queen Elizabeth during the royal procession before the start of the racing - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Apesar de ter ficado quase £1 milhão mais rica este ano, a Rainha Elizabeth aparentemente terá que levar em conta o "risco estratégico" do Brexit na avaliação de ativos antigos da monarquia.

Embora tenha mostrado o superávit anual de 45%, subindo para £20,2 milhões, o Ducado de Lancaster (a propriedade mais antiga da rainha) pode trazer riscos financeiros para a família real com o Brexit.

Brexit - Sputnik Brasil
Brexit é o que mais preocupa trabalhadores do Reino Unido, indica pesquisa
O relatório anual de propriedades da Coroa britânica fez referência às negociações em andamento do Brexit sob o subtítulo “risco estratégico”, dizendo que uma revisão separada delinearia “opções para a viabilidade contínua das operações do ducado — quaisquer que sejam os resultados das negociações do Brexit”.

A referência foi rapidamente utilizada por membros do parlamento contrários à saída do Reino Unido da União Europeia. O parlamentar do Partido Liberal Democrata, Tom Brake argumentou que até mesmo a Rainha precisa "avaliar os riscos" para seus ativos após o Brexit. Para Brake, "chegou o momento de acabar com essa tolice" e os cidadãos precisam ter uma palavra final sobre o acordo com Bruxelas e, talvez, "terem a chance de escaparem do Brexit".

Depois de longas negociações, o gabinete de Theresa May concordou na semana passada com o plano da premiê, que oferece uma visão abrangente para os futuros laços do Reino Unido com a UE a partir de março de 2019. O documento dividiu fortemente os secretários da premiê e atraiu uma enxurrada de críticas dos conservadores eurocéticos, mas também dos parlamentares pró-UE.

Como resultado, a discórdia desencadeou a renúncia do então secretário Brexit David Davis e também do agora ex-secretário de Relações Exteriores Boris Johnson.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала