Maduro manobra eleição em benefício próprio, acusa oposição

© REUTERS / Marco BelloNicolás Maduro, presidente de Venezuela
Nicolás Maduro, presidente de Venezuela - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Líderes da oposição venezuelana afirmaram nesta sexta-feira (26) que o presidente Nicolás Maduro manobra em benefício próprio para controlar as próximas eleições presidenciais.

Decisão Tribunal Supremo de Justiça (TSJ) desta semana proibiu a participação da principal aliança opositora, a Mesa da Unidade Democrática. A creditação para eleições presidenciais de 30 abril ocorre neste final de semana.

O partido de Leopoldo López, o Vontade Popular, também foi barrado.

Nicolás Maduro. - Sputnik Brasil
Departamento de Estado dos EUA cogita não reconhecer eleições da Venezuela
Inicialmente, a eleição estava prevista para novembro, mas foi antecipada por decisão da governista Assembleia Nacional Constituinte.

Os dois principais líderes da oposição, López e Henrique Capriles, estão proibidos de participar das eleições.

"Isso demonstra o medo que Maduro sente do povo", afirmou o político opositor Stalin Gonzalez.

As medidas de Caracas têm resultado em sanções dos Estados Unidos e da União Europeia. O vice-presidente dos EUA, Mike Pence, classificou Maduro como um "ditador".

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала