Trump ameaça segurança nacional dos EUA mantendo Guantánamo, diz militar norte-americano

© Sputnik / Denis Voroshilov Guantánamo
Guantánamo - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A decisão relatada pelo presidente Donald Trump de assinar uma ordem executiva mantendo o centro de detenção de Guantánamo, em Cuba é uma ameaça à segurança nacional dos EUA e não é útil para impedir os terroristas, segundo disse o comandante aposentado dos EUA de Guantánamo, major general Michael Lehnert em uma declaração nesta sexta-feira (26).

Trump espera assinar uma ordem executiva para manter a prisão militar aberta, revertendo a diretiva do presidente Barack Obama, segundo citou o site Politico no mesmo dia, citando um cabo do Departamento de Estado.

"Há evidências substanciais de que Guantánamo não oferece opções úteis para deter nossos adversários", disse Lehnert em um comunicado em reação às notícias. 

"Na verdade, a sua existência continua sendo uma ferramenta de recrutamento e um grito de união para nossos inimigos. Guantánamo, portanto, é contrária aos nossos interesses nacionais. Precisamos fechar Guantánamo pela segurança da nossa nação e nosso legado histórico", completou.

Lehnert disse que o sistema judicial dos EUA tem sido mais eficaz para colocar os terroristas atrás das grades, usando os padrões legais reconhecidos, do que os tribunais militares realizados em Guantánamo.

Presidente dos EUA, Donald Trump, durante discurso no âmbito do Fórum Econômico Mundial em Davos, Suíça, 26 de janeiro de 2018 - Sputnik Brasil
Donald Trump: 'sempre coloco interesses dos EUA em 1º lugar'
Trump prometeu muitas vezes durante a campanha eleitoral de 2016 que iria "reabastecer" Guantánamo com novos suspeitos de terrorismo. Atualmente a prisão teria 41 detidos. O centro de detenção hospedou suspeitos de terrorismo do Afeganistão, do Iraque, da Arábia Saudita e do Iêmen, desde 2002, muitos deles sem acusações.

A prisão tem sido criticada por maus-tratos e abusos de detidos, levando muitos a pedir às autoridades dos EUA que fechem as instalações. Obama prometeu agir, mas o Congresso vetou seu plano de levar os presos ao continente.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала