Novo objetivo dos EUA é dotar seus soldados de força super-humana

CC BY 2.0 / Angelo DeSantis / Traje de combate de Iron Man (Homem de Ferro)
Traje de combate de Iron Man (Homem de Ferro) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Especialistas norte-americanos decidiram desenvolver um equipamento semelhante ao do Iron Man (Homem de Ferro), um dos heróis mais famosos da franquia Marvel.

Bandeira chinesa com lua no fundo - Sputnik Brasil
Nova estratégia de defesa dos EUA reflete mentalidade da Guerra Fria, diz China
Exército estadunidense tenciona criar armadura de combate futurística que será muito parecida com a usada pelo super-herói Iron Man.

Segundo informa o jornal britânico The Daily Mail, o Exército dos EUA está procurando por cientistas inovadores para projetar uma armadura especial de combate que permitiria seus soldados a evitar ferimentos cerebrais.

Em dezembro do ano passado, o Comando de Operações Especiais, que faz parte do Departamento da Defesa dos Estados Unidos, publicou um anúncio direcionado a qualquer "indústria, instituição educacional particular ou organização governamental" interessada em desenvolver uma "super-armadura" especial para uso militar.

O objetivo de desenvolver um traje militar com essas características, é evitar que os soldados sofram danos cerebrais e dotá-los com maior força.

Sistema antiaéreo russo Pantsir-S1 - Sputnik Brasil
Este sistema de defesa antiaérea russo não tem análogos nos EUA
No ano passado, o Exército dos EUA estava testando o equipamento do projeto batizado de TALOS (Tactical Assault Light Operator Suit), criado para garantir que os agentes especiais tivessem maior mobilidade e proteção.

O dispositivo deve ser constituído por um exoesqueleto que permitirá transportar projéteis pesados e o respectivo equipamento militar. Terá também uma proteção à prova de balas muito reforçada. A armadura incluirá também geradores de energia e computadores de comando e controle.

"Às vezes, nos referimos a ela como 'a armadura do Iron Man' para atrair a atenção, a imaginação e o entusiasmo das indústrias e das instituições educacionais", declarou Michel Fieldson, ex-diretor de desenvolvimento do projeto TALOS.

Os primeiros testes realizados provaram que esse exoesqueleto pode multiplicar em até 37 vezes a produtividade dos militares.

No entanto, ainda é incerto se o Exército dos EUA planeja se equipar com esse equipamento.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала