Arábia Saudita seguirá trabalhando para isolar o Irã, diz ministro em Davos

© Sputnik / Kirill Kallinikov / Abrir o banco de imagensMinistro de Relações Exteriores da Arábia Saudita, Adel al-Jubeir
Ministro de Relações Exteriores da Arábia Saudita, Adel al-Jubeir - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A Arábia Saudita continuará seus esforços globais visando isolar o Irã até que Teerã mude sua política regional, que busca fortalecer as posições do país nas nações do Oriente Médio, afirmou o ministro saudita de Relações Exteriores, Adel Jubeir, nesta quarta-feira.

"Estamos trabalhando com nossos aliados no Golfo para reforçar nossas defesas e estamos trabalhando no mundo islâmico para isolar o Irã. Estamos trabalhando com países africanos [também]. E continuaremos a fazê-lo até o Irã mudar suas políticas", disse Jubeir.

A fala foi proferida durante a sessão do Fórum Econômico Mundial (WEF), em Davos (Suíça), respondendo a uma pergunta sobre a estratégia de Riad para lidar com a política regional do Irã, que poderia até incluir "guerras indiretas" na região.

Estudantes protestam na Universidade de Teerã - Sputnik Brasil
Irã acusa EUA, Israel e Arábia Saudita de organizar manifestações no país

O ministro acrescentou que Riad está realizando esforços diplomáticos para responder às atividades do Irã no Líbano, no Iêmen e no Iraque.

As relações entre Teerã e os Estados do Golfo deterioraram-se significativamente após a Revolução Iraniana de 1979, quando o aiatolá Ruhollah Khomeini pediu a derrubada de monarcas pró-EUA no Golfo.

Desde então, Teerã e Riad disputam a influência na região. As relações bilaterais também foram ofuscadas por vários incidentes, incluindo a execução do clérigo xiita proeminente Sheikh Nimr al-Nimr pelas autoridades sauditas, em janeiro de 2016, e assalto às missões diplomáticas sauditas no Irã.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала