Rússia: EUA não quer investigar o uso de armas químicas na Síria

© AP Photo / Alfonso PerezEspecialista mostra a jornalistas as roupas especiais utilizadas durante a neutralização de armas químicas
Especialista mostra a jornalistas as roupas especiais utilizadas durante a neutralização de armas químicas - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Os Estados Unidos não desejam a criação de uma organização independente e profissional para investigar os ataques químicos na Síria, declarou o representante permanente da Rússia na ONU, Vasily Nebenzya, durante a reunião do Conselho de Segurança da organização.

Armas químicas - Sputnik Brasil
Rússia diz que acusações dos EUA contra Síria sobre uso de armas químicas são infundadas
"O fato da nossa resolução estar sendo negada já diz muito. Isso revela mais uma vez a verdade da qual, infelizmente, já estamos cientes. Os EUA não precisam de nenhum mecanismo independente e profissional", disse o diplomata russo.

Segundo ele, Washington "além de revelar a verdade, está se revelando aos olhos da comunidade internacional".

"Ademais, direi mais uma vez. Para que vocês precisam de um mecanismo de investigação, se ontem e hoje, sem nenhuma investigação, vocês já afirmam sem sombra de dúvida que o culpado é o governo da Síria?", ironizou o embaixador.

"Vocês estão assumindo o papel de juiz e de acusador. Vocês entendem que estão se desmascarando?", disse Nebenzya em um apelo aos representantes norte-americanos, para que estes leiam o projeto da resolução russa, antes de vetar.

Mais cedo nesta terça-feira Nebenzya declarou que Moscou propõe a formação de um órgão internacional para investigar o uso de armas químicas na Síria.

Durante a reunião do Conselho de Segurança da ONU, a representante dos EUA, Nikki Haley, acusou a Rússia de "ocultar a verdade" sobre o suposto uso de armas químicas pelo presidente da Síria, Bashar Assad.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала