Presidente filipino pede para o matarem a tiros caso se torne ditador

© AP Photo / Aaron FavilaRodrigo Duterte
Rodrigo Duterte - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, pediu para os militares o matarem a tiros caso tencione violar a Constituição e resolva permanecer no cargo mais que seu mandato lhe permite. As palavras do presidente foram citadas pelo portal Rappler.com.

U.S. President Donald Trump smiles with other leaders, including Russia's Prime Minister Dmitry Medvedev, Vietnam's Prime Minister Nguyen Xuan Phuc, President of the Philippines Rodrigo Duterte and Australia's Prime Minister Malcolm Turnbull, as they cross their arms for the traditional ASEAN handshake in the opening ceremony of the ASEAN Summit in Manila, Philippines November 13, 2017 - Sputnik Brasil
Duterte canta música romântica 'por ordem' de Trump (VÍDEO)
"Caso eu permaneça no poder mais do que deveria e resolva me tornar ditador, me matem a tiros, não estou brincando. Caso eu exceda meu mandato ao menos por um dia, eu peço para as Forças Armadas e a polícia nacional assegurarem o cumprimento da Constituição", afirmou Duterte durante sua visita a uma base militar, assinalando que a defesa da Constituição representa a "obrigação sagrada" do exército.

De acordo com a edição, o presidente das Filipinas reagiu assim aos rumores de que ele estaria se preparando para introduzir emendas à Constituição a fim de prolongar sua permanência no poder após 2022, quando seu mandado acabar. 

Eleito em maio de 2016, o presidente Duterte tem concentrado sua presidência no combate contra os consumidores de droga e traficantes. Segundo dados da polícia, desde que Rodrigo Duterte ocupou seu cargo, no país foram mortas cerca de 2,4 mil pessoas ligados com o narcotráfico.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала