ONU: operação turca contra Afrin provoca morte de civis

© AP Photo / Lefteris PitarakisOperação militar turca na cidade de Afrin, na Síria, em 20 de janeiro de 2018
Operação militar turca na cidade de Afrin, na Síria, em 20 de janeiro de 2018 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Disparos de artilharia que atingiram os arredores de Afrin, na Síria, deixaram vítimas entre civis, e cerca de 6 mil pessoas abandonaram suas casas, informou nesta terça-feira o porta-voz do secretário-geral da ONU, Stéphane Dujarric.

Tanque turco durante uma operação perto da fronteira com a Síria - Sputnik Brasil
Tanques turcos entram em Afrin, apoiando ofensiva da oposição síria
"Nos últimos dias, em consequência dos ataques, morreram civis", disse o funcionário das Nações Unidas durante uma coletiva de imprensa. Segundo ele, os ataques mais violentos foram realizados a partir da fronteira com a Turquia. Ele também chamou a atenção para os ataques "a partir do território sírio contra a Turquia".

"Segundo a avaliação dos nossos colegas da missão humanitária, 5 mil pessoas encontraram abrigo em vilas nas proximidades. Cerca de mil pessoas se dirigiram para Aleppo", explicou Dujarric.

No dia 20 de janeiro, o Estado-Maior da Turquia anunciou o início da operação "Ramo de Oliveira" contra os combatentes curdos na cidade síria de Afrin. No domingo, o governo turco iniciou a fase de ocupação de territórios sírios, com apoio dos militantes do grupo Exército Livre da Síria, uma das principais facções da oposição ao governo de Bashar Assad.

Damasco condenou resolutamente a agressão turca contra Afrin, que é parte integrante do território sírio.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала