Pyongyang exibe atrocidades dos EUA em museu (VÍDEO FORTE)

© AP Photo / Ng Han GuanGuia mostra exibição que representa batalha da Guerra das Coreias no museu, em Pyongyang
Guia mostra exibição que representa batalha da Guerra das Coreias no museu, em Pyongyang - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Centro de exposição exibe cenas inesperadas com torturas de mulheres e assassinatos de crianças supostamente praticados pelos EUA durante a Guerra das Coreias.

Um foguete espacial norte-coreano é mostrado em Pyongyang durante o desfile militar de 11 de maio de 2016 - Sputnik Brasil
Novo desfile militar na Coreia do Norte à vista?
Enquanto a batalha verbal entre Washington e Pyongyang segue em desenvolvimento, o país asiático apresenta de modo atípico os militares estadunidenses como sádicos. Trata-se do museu de Sinchon das atrocidades de guerra estadunidenses. Suas instalações são dedicadas aos supostos assassinatos em massa de civis norte-coreanos por mãos de soldados dos EUA durante a Guerra das Coreias (1950 —1953).

O centro exibe quadros e murais em que os soldados estadunidenses matam bebês, torturam mulheres e cortam cabeças de homens, bem como outras atrocidades.

Os atos apresentados nas obras ocorreram concretamente entre meados de outubro e início de novembro de 1950 quando as principais cidades norte-coreanas, principalmente Pyongyang, encontravam-se sob o controle dos militares dos EUA, Coreia do Sul e da ONU.

O museu foi visitado pelo atual líder norte-coreano, Kim Jong-un, assim como por seus antecessores Kim Jong-il e Kim Il-sung.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала