Rússia nega violação de sanções e critica falta de vontade dos EUA na crise norte-coreana

© Sputnik / Michael Klimentyev / Abrir o banco de imagensRussian President Vladimir Putin and US President Donald Trump are seen here ahead of the group photo ceremony for the Asia-Pacific Economic Cooperation leader
Russian President Vladimir Putin and US President Donald Trump are seen here ahead of the group photo ceremony for the Asia-Pacific Economic Cooperation leader - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A Rússia lamenta a falta de vontade dos Estados Unidos de cooperarem na solução do problema nuclear da Coreia do Norte, disse o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, nesta sexta-feira.

Os comentários vieram após as acusações do presidente dos EUA, Donald Trump, que culpa Moscou por ter dificultado a solução da questão norte-coreana e alegadamente estaria ajudando Pyongyang, fornecendo combustível em violação das sanções internacionais.

Avião de combate dos EUA EA-18G Growler se prepara para aterrissar na base aérea norte-americana em Pyeongtaek, Coreia do Sul, 4 de dezembro de 2017 - Sputnik Brasil
EUA garantem apoio militar à Coreia do Sul em caso de agressão por parte de Pyongyang

"Quanto à falta de cooperação, lembramos repetidamente sobre isso. Moscou procura cooperação com os EUA em solução de todos os problemas regionais e internacionais. Infelizmente, sentimos uma falta de vontade precisamente em parte de nossos colegas dos EUA. Ainda sentimos e expressamos o nosso arrependimento a este respeito", disse Peskov a jornalistas.

O porta-voz russo ressaltou que Moscou cumprirá todos os seus compromissos internacionais, incluindo acordos internacionais como as sanções aplicadas pelo Conselho de Segurança da ONU contra o governo de Kim Jong-un.

"Enquanto isso, a Rússia tem sido e será comprometida com todos os acordos internacionais", acrescentou Peskov.

Além disso, o funcionário russo revelou que Moscou não está elaborando iniciativas adicionais para resolver a situação em torno da Coreia do Norte.

Líder norte-coreano, Kim Jong-un, durante sua visita a uma instituição de ensino - Sputnik Brasil
'Rússia ajuda Coreia do Norte a se esquivar às sanções'

"Ainda não estão sendo elaboradas iniciativas adicionais. Se houver algum, informaremos sobre isso", afirmou Peskov quando perguntado se a Rússia estava elaborando novas propostas para resolver a situação em torno da Coreia do Norte.

O porta-voz disse que a Rússia recebe com bons olhos as conversas diretas entre Seul e Pyongyang e convida todos a evitarem declarações que possam perturbar a frágil atmosfera do diálogo direto.

Assim como a China, o governo russo defende a suspensão dos exercícios militares conjuntos entre EUA e Coreia do Sul, em troca do congelamento do programa nuclear norte-coreano. A sugestão, porém, já foi rechaçada pela Casa Branca.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала