China teria executado pelo menos 20 espiões americanos graças a um agente duplo na CIA

© AP Photo / Andy WongBandeiras nacionais dos EUA e da China
Bandeiras nacionais dos EUA e da China - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O suspeito de atuar como agente duplo é um ex-oficial da Agência Central de Inteligência (CIA), que foi preso em 15 de janeiro, acusado de guardar de forma ilegal em seu computador informações confidenciais, relacionadas à defesa nacional.

Logo da CIA - Sputnik Brasil
Não se sabe como, mas China consegue neutralizar ação da CIA no seu território
Um grupo de trabalho conjunto do FBI e da CIA, que investiga o caso do ex-oficial de inteligência preso e acusado de trabalhar como agente duplo para a China, concluiu que graças aos vazamentos de Jerry Chun Shing Lee, o governo do país asiático obteve os códigos de comunicação clandestina da CIA com seus espiões e usou esse conhecimento para prender e executar pelo menos 20 agentes a serviço do governo dos EUA, informou a emissora NBC News.

Alguns funcionários e ex-funcionários das agências de inteligência norte-americanas manifestaram, sob a condição de anonimato, suspeitas de que a China compartilhou essas informações confidenciais com a Rússia e pensam que ela pode ter sido usada para revelar, prender e até mesmo assassinar espiões americanos.

O ex-funcionário da CIA, Jerry Chun Shing Lee, ou 'Zhen Cheng Li', de 53 anos, foi preso em 15 de janeiro, acusado de guardar de forma ilegal informações confidenciais, relacionadas à defesa nacional.

Lee é considerado suspeito de ajudar a sabotar as operações de inteligência dos EUA em solo chinês e de colaborar para a identificação de agentes norte-americanos.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала