Terroristas no Oriente Médio podem produzir armas químicas, afirma Sergei Lavrov

© Sputnik / Maksim Blinov / Abrir o banco de imagensO ministro das Relações Exteriores russo, Sergei Lavrov
O ministro das Relações Exteriores russo, Sergei Lavrov - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, afirmou, nesta quinta-feira (18), que grupos terroristas já possuem meios para produção de armas químicas.

A ameaça crescente do terrorismo químico no Oriente Médio, inclusive na Síria e no Iraque, suscita sérias preocupações, já que os terroristas obtiveram tecnologias para a síntese de agentes de armas químicas, disse o ministro russo.

"A ameaça crescente do terrorismo químico na região do Oriente Médio, em particular no Iraque e na Síria, é motivo de grande preocupação. Os militantes não só usam produtos químicos tóxicos, mas também possuem suas próprias tecnologias e capacidades de produção para a síntese de agentes de guerra química. Além disso, eles estabeleceram redes ramificadas para o acesso aos seus precursores", disse Lavrov em uma reunião do Conselho de Segurança da ONU sobre a não-proliferação de armas de destruição em massa.

Soldados sírios durante o desfile organizado pelo presidente do país, Bashar Assad, que marca o primeiro aniversário da retomada de Aleppo, 21 de dezembro de 2017 - Sputnik Brasil
Lavrov: presença militar ilegal dos EUA põe em questão integridade da Síria
Lavrov também enfatizou que alguns países ocidentais preferem fechar os olhos à produção e uso de armas químicas por militantes na Síria e no Iraque, "o que contradiz várias resoluções do Conselho de Segurança da ONU".

O ministro pontuou que a Rússia sugere a introdução de um novo mecanismo para investigar incidentes de uso de armas químicas na Síria.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала