Suspeito de realizar atentado em Nova York nega culpa no ataque

© AP Photo / Andres KudackiPolícia no local da explosão ocorrida no centro de Nova York em 11 de dezembro
Polícia no local da explosão ocorrida no centro de Nova York em 11 de dezembro - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O cidadão do Bangladesh, Akayed Ullah, não reconheceu sua culpa na explosão de uma bomba que ocorreu em 11 de dezembro de 2017 em um túnel subterrâneo em Nova York.

Durante a sua primeira audiência no tribunal, Ullah, imigrante legal de 27 anos, testemunhou que não se considerava culpado pelo crime.

O presidente dos EUA, Donald Trump, durante seu discurso na XXV Cúpula da APEC realizada na cidade de Danang (Vietnã) em 10 de novembro de 2017 - Sputnik Brasil
Trump apela para a necessidade de aplicar reforma migratória após ataque em Nova York
Um grande júri confirmou a acusação de terrorismo e outras cinco acusações, inclusive de apoio a uma organização terrorista, usar uma arma de destruição em massa e detonar um dispositivo explosivo em um lugar público.

O ataque que ocorreu em um túnel subterrâneo que liga a estação rodoviária de Manhattan a uma estação de metrô deixou quatro feridos, incluindo o próprio Ullah.

Naquele momento, o suspeito foi preso e levado para um hospital.

De acordo com a acusação, Ullah teria cometido o ataque em nome do grupo terrorista Daesh (Estado Islâmico).

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала