Tudo para 'evitar imprevistos': Rússia posiciona complexos S-400 na fronteira com Ucrânia

© Sputnik / Sergei Malgavko / Abrir o banco de imagensRegimento S-400 começa a operar na Crimeia
Regimento S-400 começa a operar na Crimeia - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Um novo complexo de defesa antimíssil russo S-400, posicionado em Sevastopol, primeiramente terá o objetivo de controlar o espaço aéreo na zona fronteiriça com Ucrânia.

Testes do míssil ucrâniano Olkha (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Ucrânia acaba de testar seu novo sistema de mísseis com ogiva de meia tonelada (VÍDEO)
Segundo informou na quarta-feira (10) uma fonte militar da Crimeia, o novo S-400 vigiará o espaço aéreo sob Chongar e Armyansk.

Em dezembro do ano passado, o Ministério da Defesa da Rússia informou que a nova unidade do sistema de defesa antimíssil S-400 Triumph entrará em serviço na Crimeia em 12 de janeiro de 2018. Destaca-se que é a segunda unidade posicionada lá.  A primeira se encontra em Teodósia (Crimeia) desde a primavera de 2017.

"A tarefa da segunda unidade do sistema S-400 — é detectar a tempo e se necessário destruir alvos aéreos ucranianos que representam ameaça para Crimeia", explicou.

Tanques ucranianos na região de Donbass - Sputnik Brasil
EUA defendem ajuda militar milionária à Ucrânia como 'apoio à soberania' de Kiev
Ao mesmo tempo, a fonte sublinhou que a Ucrânia está aumentando sua retórica agressiva em relação à Crimeia e efetua testes de mísseis de cruzeiro.

"Esses testes de mísseis de cruzeiro representam ameaça para a península, sendo que a trajetória do seu voo é quase imprevisível", destacou, adicionando que o novo S-400 será posicionado na Crimeia para "evitar imprevistos" e "liquidar ameaças parecidas" em longas distâncias.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала