Em comunicado, Casa Branca cobra libertação de 'manifestantes e presos políticos no Irã'

© AFP 2022 / Paul J. RichardsA Casa Branca, Washington, EUA
A Casa Branca, Washington, EUA - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A Casa Branca emitiu uma declaração em que condena as prisões durante recentes protestos no Irã, prometendo responsabilizar Teerã pela "repressão".

Protestos no Irã - Sputnik Brasil
Irã à ONU: Teerã tem provas sólidas que protestos foram incitados por estrangeiros
Os Estados Unidos pediram ao Irã que libere todos os prisioneiros políticos, incluindo os que foram enviados à prisão por protestar nas últimas semanas, informou a Casa Branca em um comunicado na quarta-feira.

"Os Estados Unidos pedem a libertação imediata de todos os prisioneiros políticos no Irã", diz o comunicado. "Não manteremos o silêncio enquanto a ditadura iraniana reprime os direitos básicos de seus cidadãos e responsabilizaremos os líderes do Irã por quaisquer violações", completa.

Os protestos contra o governo entraram em erupção recentemente em várias grandes cidades do Irã, incluindo Teerã, Mashhad, Isfahan e Rasht. Manifestantes contrários ao presidente iraniano Hassan Rouhani foram às ruas contra desemprego, a pobreza e o aumento do custo de vida. Cerca de 42 mil iranianos participaram dos comícios, de acordo com o ministro do Interior, Abdolreza Rahmani Fazli. 450 pessoas foram detidas e 20 morreram.

O líder supremo iraniano, o aiatolá Ali Khamenei, disse anteriormente que as manifestações foram o resultado de um esquema norte-americano. Veículos de mídia já tinham destacado como o aumento dos protestos coincidem com a explosão de notícias falsas postadas aparentemente da Califórnia.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала