Síria: Rússia registra 9 violações de cessar-fogo em 24 horas

© AP Photo / Hussein MallaUm soldado dos Estados Unidos próximo à estrada que liga à cidade de Raqqa, na Síria. quarta-feira, 2 de julho de 2017
Um soldado dos Estados Unidos próximo à estrada que liga à cidade de Raqqa, na Síria. quarta-feira, 2 de julho de 2017 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O lado russo na comissão russo-turca sobre o cessar-fogo sírio registrou 9 violações do acordo nas últimas 24 horas. Já o lado turco não informou sobre nenhuma violação, segundo disse o Ministério da Defesa russo na segunda-feira (1).

"A situação nas zonas de diminuição do confronto é avaliada como estável. Durante as últimas 24 horas, a parte russa da Comissão Rússia-Turquia sobre as violações do acordo conjunto registrou 9 casos de tiroteios, sendo 3 em Aleppo, 5 em Latakia e 1 em Homs. O lado turco não registou casos de violações do cessar-fogo", disse o centro do ministério para a reconciliação síria, em um boletim diário.

O Centro Russo de Reconciliação realizou uma ação humanitária na Síria nas últimas 24 horas, entregando 2,4 toneladas de alimentos para o assentamento de Salhiyah na província de Deir ez-Zor, segundo aponta o boletim. Até 46 pessoas receberam assistência médica.

Um combatente das Forças Democráticas da Síria (FDS) perto do rio Eufrates, ao norte de Raqqa (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Mais de mil localidades aderiram ao cessar-fogo na Síria durante o último ano
Um acordo de cessar-fogo foi assinado com representantes do assentamento de Sheniyah em Homs, o que elevou a 2.320 o número de áreas que assinaram acordos de reconciliação, segundo o boletim.

As negociações sobre a adesão ao regime de cessar-fogo continuaram através de comandantes de campo da oposição armada, nas províncias de Aleppo, Damasco, Hama, Homs e Al Quneitra. O número de estruturas armadas que afirmam observar o regime de cessar-fogo permaneceu em 234.

A Rússia, ao lado do Irã e da Turquia, é um garantidor do regime de cessar-fogo na Síria. Moscou também ajudou Damasco a apoiar a luta contra os grupos terroristas e a fornecer ajuda humanitária aos moradores do país devastado durante a crise.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала