UNESCO: Patrimônio Mundial está em perigo no mundo árabe

© Sputnik / Mikhail Alaeddin / Abrir o banco de imagensPalmira volta a ser controlada pelas tropas governamentais sírias, em 2 de março de 2017
Palmira volta a ser controlada pelas tropas governamentais sírias, em 2 de março de 2017 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A nova diretora da Unesco, Audrey Azoulay, afirmou que 17 dos 82 locais do mundo árabe considerados Patrimônio Mundial estão em "perigo" por causa de conflitos na região. A francesa de 45 anos assumiu o comando da UNESCO neste mês.

An American flag flies outside the headquarters of the United Nations Educational, Scientific and Cultural Organization (UNESCO) in Paris, France, October 12, 2017 - Sputnik Brasil
Qual é a lógica do 'drama' que Washington desencadeia com saída da UNESCO?
Segundo Azoulay, mais de 100 Patrimônios Mundiais em todo o Iraque foram danificados.

Ela falou na reunião do Conselho de Segurança da ONU nesta quinta-feira (30), que abordou o tráfico e a destruição do patrimônio cultural por terroristas. A nova diretora da UNESCO disse todos os seis locais considerados Patrimônio Mundial na Síria foram "severamente afetados" pela guerra civil do país, incluindo as cidades históricas de Palmira e Aleppo.

O braço cultural da Organização das Nações Unidas (ONU) confere o selo de Patrimônio Mundial à locais considerados de vital importância para a humanidade. No Brasil, a paisagem do Rio de Janeiro, a cidade histórica de Ouro Preto e o Sítio Arqueológico Cais do Valongo são alguns dos locais que integram a lista. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала