Entenda por que oposição e governo sírios não vão negociar diretamente em Genebra

© AFP 2022 / FABRICE COFFRINReunião para discutir o processo de paz na Síria no escritório da ONU em Genebra, Suíça (foto de arquivo)
Reunião para discutir o processo de paz na Síria no escritório da ONU em Genebra, Suíça (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O negociador da Delegação Conjunta da Oposição na oitava rodada das negociações em Genebra, Mohannad Dlykan disse à Sputnik sobre o atual estado das discussões relativas a um processo de paz na Síria não devem permitir tratativas diretas com o governo de Assad nesta semana.

Жители Дамаска держат портреты сирийского президента Башара Асада во время встречи военнослужащих Сирийской арабской армии, участвовавших в снятии блокады с авиабазы Квейрис в провинции Алеппо - Sputnik Brasil
Oposição síria não vai condicionar negociações de paz em Genebra a saída de Assad
As negociações diretas entre a oposição e o governo sírio são improváveis na oitava rodada de negociações de Genebra porque alguns membros da delegação da oposição ainda insistem em condições prévias irrealistas, disse o negociador da delegação conjunta da oposição Mohannad Dlykan à Sputnik.

"Não creio que haja muitas esperanças de negociações diretas nesta rodada. Existem alguns obstáculos. Uma delas é que as negociações diretas ainda não começaram por causa das condições prévias que alguns grupos da delegação da oposição ainda estabelecem. É agora a maior dificuldade e problema", disse Dlykan.

Ele observou que, assim que as condições prévias sejam deixadas de lado, os lados poderiam realizar negociações sobre tudo, incluindo a posição da oposição quanto ao futuro do presidente sírio, Bashar Assad.

"Eu acho que os Estados que os patrocinam [elementos da oposição] para pressioná-los para fazê-los voltar à na realidade. Principalmente a Turquia e a Arábia Saudita. A solução não é apenas mudar as pessoas [a composição da delegação], mas sim mudar a mentalidade", disse Dlykan.

"O [Enviado especial da ONU para a Síria Staffan] De Mistura está tentando fazer algum tipo de progresso nas negociações, iniciando negociações diretas com questões que não causam muitos problemas. E a próxima etapa pode avançar para os outros tópicos", observou Dlykan.

Manifestantes com bandeiras da Frente al-Nusra - Sputnik Brasil
Rússia acusa oposição síria de não combater terroristas em zona de segurança
Na terça-feira, o Representante Permanente da Rússia nas Nações Unidas em Genebra, Alexey Borodavkin, observou que alguns membros da delegação da oposição unificada demonstram uma abordagem não construtiva das negociações, estabelecendo pré-condições pouco realistas, como a renúncia de Assad no início do período de transição e a remoção da polícia militar iraniana do território sírio.

A unidade entre grupos de oposição foi formada no Acordo de Lausanne, que se concentra no processo constitucional e nos 12 princípios que descrevem o futuro da Síria, acrescentou o negociador da plataforma de Moscou.

"E também temos a resolução 2254 do Conselho de Segurança da ONU. Nós pensamos que esses dois [termos] podem formar resultado mais desejado e o resultado mínimo necessário para as negociações", afirmou o negociador.

Conselho de Segurança da ONU debate ataque dos EUA à Síria - Sputnik Brasil
Rússia veta projeto norte-americano de resolução sobre a Síria
A oitava rodada de negociações de Genebra sobre o acordo sírio começou na terça-feira. Vários grupos da oposição síria conseguiram forjar uma delegação única há muito aguardada para as conversas de Genebra-8 após conferência em Riade.

A delegação é composta por representantes da Coalizão da Síria, do Comitê Nacional de Coordenação, das plataformas de Moscou e do Cairo, grupos armados (Frente Sul) e independentes, somando 36 pessoas. Só a oposição nomeou uma equipe de 18 negociadores para Genebra-8 — três de cada um dos seis grupos.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала