Coreia do Norte tem 15 alvos principais em caso de guerra com os EUA, diz relatório

© AP Photo / KCNALançamento do míssil balístico intercontinental norte-coreano Hwasong-15
Lançamento do míssil balístico intercontinental norte-coreano Hwasong-15 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A Coreia do Norte teria em mãos uma lista com pelo menos 15 alvos preferenciais em caso de entrar em guerra contra os Estados Unidos e seus aliados, incluindo a Casa Branca, Manhattan, Tóquio e a Cheong Wa Dae, sede do governo da Coreia do Sul, informou o relatório de um think tank (grupo de assuntos estratégicos) europeu.

"A Coreia do Norte não possui uma clara distinção entre o uso de armas nucleares contra alvos militares e seu uso contra alvos civis, ou qualquer plano para uma escalada gradual de ataques a bases militares até cidades inteiras", afirmou o Conselho Europeu de Relações Exteriores (ECFR) em um documento recente.

Com base em informações de fontes norte-coreanas, a lista de alvos potenciais aponta os escritórios presidenciais na Coreia do Sul e nos EUA, juntamente com as principais cidades de ambos os países, como Seul e Nova York. Além disso, as principais bases militares nos continentes dos EUA, na Ásia-Pacífico, na Coreia do Sul e no Japão também foram mencionadas.

© Foto / Reprodução / ECFRLista de possíveis alvos da Coreia do Norte em caso de uma guerra contra os EUA e seus aliados
Lista de possíveis alvos da Coreia do Norte em caso de uma guerra contra os EUA e seus aliados - Sputnik Brasil
Lista de possíveis alvos da Coreia do Norte em caso de uma guerra contra os EUA e seus aliados

Ainda segundo o relatório, Pyongyang mostrou "nenhuma preferência" entre ataques contra alvos militares e civis em suas declarações e relatórios oficiais. O grupo enfatizou, mais uma vez com base em fontes norte-coreanas, que é quase impossível atacar forças militares sem criar vítimas civis no processo.

O ECFR disse também que a lista baseava-se na estratégia militar do líder norte-coreano Kim Jong-un de ameaçar o uso de armas nucleares quando um ataque "preventivo" for eventualmente detectado por Pyongyang.

"As declarações oficiais de Pyongyang mostram que está o governo preparado para realizar um ataque nuclear preventivo, que consideraria ataques contra alvos militares e civis, e que está focado na dissuasão por punição, mas sonha em conseguir a dissuasão por negação", destacou o documento.

© Foto / Reprodução / ECFRMapa de possíveis alvos da Coreia do Norte em caso de uma guerra contra os EUA e seus aliados
Mapa de possíveis alvos da Coreia do Norte em caso de uma guerra contra os EUA e seus aliados - Sputnik Brasil
Mapa de possíveis alvos da Coreia do Norte em caso de uma guerra contra os EUA e seus aliados

Através de imagens divulgadas através de sua mídia estatal, a Coreia do Norte insinuou que contém mapas correspondentes à lista, como uma foto que mostra Kim com um mapa que retrata cidades e bases do Exército no continente americano, publicado em março de 2013. Além disso, uma foto de julho de 2016 que mostra Kim supervisionando um lançamento de teste balístico inclui um mapa da base militar dos EUA em Busan.

Norte-coreanos observando o teste do míssil balístico Hwasong-14 - Sputnik Brasil
Coreia do Norte pode realizar novo teste nuclear nas próximas semanas, diz Seul

Em outro momento, uma série de montagens em vídeo retratou Guam como alvo, antes de Pyongyang ameaçar lançar mísseis balísticos no território dos EUA no Pacífico em agosto de 2017, segundo o relatório.

O grupo de pesquisa apontou que o programa nuclear e de mísseis da Coreia do Norte se baseia na "avaliação calculada do regime sobre as ameaças à sua sobrevivência". Para evitar uma guerra total, acrescentou o documento, a sociedade internacional precisa compreender como o governo norte-coreano vê suas armas nucleares.

O relatório foi divulgado em meio a sinais crescentes de provocações militares norte-coreanas após o fim de um hiato de mais de 70 dias dos testes norte-coreanos – o mais longo nos últimos meses – e que foi rompido com o lançamento de um míssil balístico intercontinental (ICBM) nesta semana, o Hwasong-15.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала