Reino Unido 'blinda' céu das Malvinas

© AFP 2022 / PATRICK BAZAvião de combate francês Super Etendard
Avião de combate francês Super Etendard - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O Reino Unido irá instalar um sistema de defesa antimísseis avançado nas Malvinas. O custo estimado desse sistema é de $ 92 milhões de dólares (cerca de $ 300 milhões de reais).

Soldados britânicos nas Malvinas - Sputnik Brasil
'Malvinas são campo de treinamento ideal para o armamento mundial'
O Reino Unido decidiu investir uma soma considerável na implantação de um "escudo aéreo" nas ilhas depois de a Argentina ter adquirido novos aviões de combate franceses Super Etendard, equipados com os mísseis Exocet. A Força Aérea argentina utilizou precisamente este tipo de aeronaves nos acontecimentos de 2 de abril de 1982.

O governo britânico optou pelo sistema de defesa antimíssil israelense Sky Sabre, cuja instalação será completada até 2020. Este sistema avançado consiste de radares, lança-mísseis e de um avião para registrar a trajetória dos objetos que penetram em um determinado espaço aéreo.

O fabricante do Sky Sabre assegura que é um sistema de alta tecnologia que permite detectar rapidamente os alvos e avaliar se apresentam qualquer ameaça.

"No mundo estão em curso muitas mudanças geopolíticas, ninguém sabe o que vai se passar dentro de três anos, tanto os conflitos, como as ameaças vão mudar. Queremos estar seguros de que o nosso equipamento poderá servir para possíveis guerras no futuro, […] isto permitirá ao Reino Unido ficar mais seguro", notou o especialista militar israelense Natan Barak.

O estatuto das ilhas Malvinas – Falkland para o Reino Unido – continua a provocar disputas entre o Reino Unido e a Argentina. Esta última reivindica a soberania sobre o território e exige a entrega das ilhas apesar de a maioria da população local se considerar britânica.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала