5 razões para visitar terra dos cossacos do Don durante Copa 2018 na Rússia

© Sputnik / Konstantin Chalabov / Abrir o banco de imagensOs cossacos da região de Don, na stanitsa Starocherkasskaya
Os cossacos da região de Don, na stanitsa Starocherkasskaya - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A Sputnik Brasil já ofereceu aos seus leitores várias reportagens de uma futura anfitriã dos jogos da Copa 2018, a cidade russa de Rostov-no-Don, revelando as curiosidades dela e dos seus arredores. Desta vez, propomos que descubram motivos sólidos para visitar as chamadas “stanitsas” dos cossacos russos.

A Copa do Mundo de Futebol é um evento que reúne milhões de pessoas de várias nações, origens e visões, unidas por uma paixão única — a vibração conjunta das bancadas em frente do campo em meio à festa esportiva de adrenalina e da torcida.

Monumento de um pescador no cais de Rostov-no-Don - Sputnik Brasil
O que fazer na cidade de Rostov-no-Don além de assistir futebol em 2018?
Porém, esse evento de larga escala proporciona mais que apenas jogos e barzinhos — implica também um enorme fluxo de turistas que querem adicionar à sua viagem um jeitinho cultural. Desse modo, as autoridades russas se dedicaram de antemão a criar uma lista de curiosidades, dado que cada cidade-anfitriã tem um monte delas, para todos os gostos.

A Sputnik Brasil viajou para a maior cidade do sul russo, Rostov-no-Don, para descobrir o que ela preparou para os brasileiros e outros estrangeiros que vierem lá com intenção de assistir ao futebol e conhecer a Rússia de passagem, pois esta é na verdade uma oportunidade única.

Resultou que a respectiva região tem mesmo inúmeras atrações, tanto na própria Rostov quanto nos seus arredores. Entretanto, uma delas — a região onde vivia o povo guerreiro dos cossacos — merece uma atenção especial dos visitantes.

Memórias de lutadores talentosíssimos

Historicamente, o povo dos cossacos desfrutava de capacidades excepcionalmente altas para o combate, por isso sempre foi altamente apreciado pelas autoridades russas. Já a região do Don, onde se encontrava o maior exército de cossacos, começou a receber privilégios do poder central russo ainda na época de Ivã, o Terrível, no século XVI.

Os cossacos também desempenharam um papel importantíssimo nas conquistas militares do Império Russo. Alega-se até que o famoso imperador Napoleão, com quem a Rússia estava em guerra em 1812, uma vez teria dito: "Me deem só cossacos, e eu tomarei toda a Europa com eles."

Um dos segredos do nível tão elevado da preparação militar deste povo é a maneira de criar seus filhos. Os cossacos faziam questão de ensinar seus filhos a serem guerreiros ágeis desde a tenra infância, dado que às mulheres não era permitido participar da educação dos meninos.

© Sputnik / Ekaterina NenakhovaUma das casas fortificadas dos cossacos na stanitsa Starocherkasskaya.
Uma das casas fortificadas dos cossacos na stanitsa Starocherkasskaya - Sputnik Brasil
1/4
Uma das casas fortificadas dos cossacos na stanitsa Starocherkasskaya.
© Sputnik / Ekaterina NenakhovaIgreja na stanitsa Starocherkasskaya que por muito tempo desempenhou o papel de convento feminino.
Igreja na stanitsa Starocherkasskaya que por muito tempo desempenhou o papel de convento feminino - Sputnik Brasil
2/4
Igreja na stanitsa Starocherkasskaya que por muito tempo desempenhou o papel de convento feminino.
© Sputnik / Ekaterina NenakhovaTroféus que o exército dos cossacos do Don trouxe após vitórias em combates com inimigos.
Troféus que o exército dos cossacos do Don trouxe após vitórias em combates com inimigos - Sputnik Brasil
3/4
Troféus que o exército dos cossacos do Don trouxe após vitórias em combates com inimigos.
© Sputnik / Ekaterina NenakhovaEquipamentos militares e utensílios que os cossacos levavam consigo para o campo de batalha.
Equipamentos militares e utensílios que os cossacos levavam consigo para o campo de batalha - Sputnik Brasil
4/4
Equipamentos militares e utensílios que os cossacos levavam consigo para o campo de batalha.
1/4
Uma das casas fortificadas dos cossacos na stanitsa Starocherkasskaya.
2/4
Igreja na stanitsa Starocherkasskaya que por muito tempo desempenhou o papel de convento feminino.
3/4
Troféus que o exército dos cossacos do Don trouxe após vitórias em combates com inimigos.
4/4
Equipamentos militares e utensílios que os cossacos levavam consigo para o campo de batalha.

Andar a cavalo para um cossaco é algo indispensável, por isso os pequenos cossaquinhos começavam a treinar essa atividade desde os 3-5 anos.

Segundo revelou a guia que acompanhou os correspondentes da Sputnik à stanitsa Starocherkasskaya, os métodos de treinamento militar muitas vezes eram bem duros. Por exemplo, já na adolescência, os futuros cossacos tinham que passar por uma prova peculiar destinada a melhorar a agilidade: em um campo, o menino tinha que escapar à bala disparada por seu tio, enquanto seu pai estava ao seu lado para o salvar no último momento caso fosse preciso.

Quer evidenciar com seus próprios olhos os troféus deste povo lutador, suas fortificações e monumentos históricos? Todas essas e muitas outras histórias estarão disponíveis para descobrir a todos os visitantes estrangeiros na região de Don no próximo ano.

Oportunidade para virar… um cossaco

Além de conhecer a vida dos cossacos de perto em museus e espaços ao ar livre regionais, os próprios turistas podem se tornar participantes das lindas cerimônias deste povo guerreiro.

Assim, durante a viagem para a imprensa da qual participaram os correspondentes da Sputnik, um jornalista da redação árabe recebeu a honra de passar por provas tradicionais e… virar um verdadeiro cossaco. De acordo com a tradição, as mulheres cossacas entoaram canções nacionais, propondo-lhe realizar três desafios divertidos — beber um copo de aguardente forte, cortar uma couve com o sabre à primeira tentativa, o que exige uma certa agilidade e pontaria, e aguentar chicotadas por parte do "ataman" sem se queixar.

Claro que tudo isso não passa de uma brincadeira, mas proporciona o espírito único de convivência com essa cultura sofisticada. Onde tem outro lugar em que a gente poderia dançar de roda junto com os verdadeiros guerreiros dos estepes? Pois, se já está ansioso por aventuras, não perca as viagens a essa região fantástica na Copa 2018 e se aliste no "exército"!

Paisagens intatas das estepes

Certamente, uma das razões para visitar a Rússia, mesmo percorrendo milhares de quilômetros, é sua natureza virgem. Quanto à região de Don, aqui há beleza em sobra: campos, rios e as vastidões imensas da estepe russa.

Ademais, a estepe sempre foi parte integrante da cultura dos cossacos. Na Europa, por se saber do caráter impiedoso deste povo em combate, até lhes chamavam de "bárbaros das estepes".

E não é por acaso: sendo um povo que ama a liberdade e sempre exigiu uma atitude respeitosa por parte do poder, este habitat amplo é o melhor reflexo do seu modo de vida. Será que ainda não lhe deu vontade de ver com seus próprios olhos a imensidão destas terras repletas de história?

Comida fabulosa para verdadeiros guerreiros

Claro que a gastronomia é algo sem o que até a viagem mais fantástica ficaria incompleta. Quanto à pátria dos cossacos russos, aqui tem toda uma série de coisas para provar, coisas que a gente nunca encontraria em outros lugares da Rússia, sem falar do resto do mundo.

Novo estádio Rostov Arena na cidade de Rostov-no-Don, em 31 de outubro de 2017 - Sputnik Brasil
Como são os estádios russos onde jogarão os melhores craques do mundo?
Por sua própria localização geográfica, todos os povos de Don sempre foram mestres em pesca. Por isso, não é de estranhar que a base da alimentação dos cossacos tenha a ver com os pratos de peixe. Uma das refeições mais tradicionais, que também é popular em muitas outras regiões da Rússia, é a ukhá, ou seja, sopa de peixe, que costuma combinar vários tipos desse produto e às vezes é acompanhada por um copinho de aguardente forte.

Uma das curiosidades culinárias dos cossacos é o nardek — um mel de melancia, sobremesa tradicional da região. Ademais, nenhum turista pode sair do Don sem provar o bolo tradicional kurnik, preparado a partir de muitos crepes finíssimos com carne de frango entre eles. Para petiscar, os cossacos sempre gostaram de comer toucinho, legumes salgados e pasteizinhos cozidos com diferentes recheios. Já deu água na boca? Então você já sabe o que vai fazer na Rússia em 2018!

Aguardentes sem par

Ir à Rússia e não provar vodca? Impossível. Mas também há muitas outras bebidas fortes para serem provadas. Os cossacos, particularmente, gostavam de beber a aguardente caseira destilada que se prepara por fermentação de grãos, batatas, beterraba ou frutas.

Entretanto, pela particularidade da sua vida e hipótese de se lançarem em combate em qualquer instante, os cossacos nunca se davam ao luxo de beber em tempos livres. Para eles, era inaceitável. O álcool só vinha após uma campanha militar bem-sucedida. Já após se derrotar um inimigo, os cossacos voltavam para sua stanitsa com um monte de troféus e montavam um banquete sem precedentes: com todo o tipo de pratos preferidos e aguardente para comemorar o triunfo.

Por isso, quando vier para a Rússia, não perca a oportunidade de se sentir que nem um guerreiro comemorando sua vitória — mas se lembre que a moderação em tudo faz bem!

Confira as outras partes da reportagem da Sputnik Brasil para saber o que fazer para se divertir em Rostov durante a Copa 2018

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала