'EUA imperialistas são os terroristas número um': Filipinas não dão boas-vindas a Trump

© AFP 2022 / Ted ALJIBEPessoas protestam contra visita do presidente estadunidense, Donald Trump, às Filipinas
Pessoas protestam contra visita do presidente estadunidense, Donald Trump, às Filipinas - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Centenas de pessoas se reuniram em frente à embaixada dos EUA nas Filipinas para protestar contra a visita do presidente estadunidense, Donald Trump, ao país.

Os manifestantes trouxeram cartazes com lemas diferentes como, por exemplo: "Tropas dos EUA fora agora", "EUA imperialistas são os terroristas número um", "Trump não é bem-vindo", "Detenham a máquina de guerra dos EUA", etc.

Algumas horas antes, ocorreu outra manifestação em frente à embaixada estadunidense na capital das Filipinas, Manila. Mulheres filipinas participaram, expressando seu protesto contra a chegada do líder norte-americano. Elas gritaram lemas e trouxeram vários cartazes que diziam: "Filipinas não se vendem", "Colocaremos fim ao imperialismo estadunidense", "Não venda a vida das mulheres".

Manifestantes marcham em direção à embaixada dos EUA pedindo o banimento de Trump

​Os protestos foram organizados pelo grupo de esquerda Gabriela, que luta pelos direitos das mulheres.

Planeja-se que o presidente estadunidense chegará a Manila em 13 de novembro para participar na cúpula da Associação de Nações do Sudeste Asiático (ASEAN, sigla em inglês). Filipinas serão o quinto país que visitará Trump no âmbito da sua viagem asiática que começou no domingo passado (5) na capital japonesa, Tóquio, e que também incluiu visitas à Coreia do Sul, China e Vietnã.

Duterte testa os armamentos - Sputnik Brasil
Matem-me ou saiam do país, pede presidente das Filipinas à CIA
Trata-se da primeira viagem de um presidente estadunidense realizada nos últimos 25 anos.

O objetivo principal da viagem de Donald Trump, que será concluída em 14 de novembro, consiste em chegar a um acordo sobre o fortalecimento da pressão diplomática e econômica sobre Pyongyang para conter suas ambições nucleares. Outra tarefa prioritária do líder norte-americano é a promoção dos interesses econômicos estadunidenses na região.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала