Pentágono teria detectado 'atividade química' na base síria de Shayrat

© Sputnik / Mikhail Voskresenskiy / Abrir o banco de imagensBase aérea de Shayrat, na Síria, após ataque dos EUA
Base aérea de Shayrat, na Síria, após ataque dos EUA - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O Pentágono teria detectado atividade relacionada com armas químicas na base síria de Shayrat, que foi atacada pelos EUA em abril, informa o canal Fox News, citando os militares norte-americanos.

Consequências do ataque contra base aérea na Síria, 7 de abril de 2017 - Sputnik Brasil
Opinião: Estados Unidos estão preparando terreno para agressão militar na Síria
Anteriormente, a assessoria de imprensa da Casa Branca afirmou que o presidente da Síria Bashar Assad estaria preparando um novo ataque químico e alertaram que, caso ele fosse realizado, o governo sírio "pagaria um preço alto".

O ministro para Reconciliação Nacional da Síria, Ali Haidar, por sua vez, disse que Damasco não usou nem usaria armas químicas, sendo as afirmações da Casa Branca um sinal da "guerra diplomática" que será travada contra a Síria na ONU.

"Notamos uma atividade na base de Shayrat… ligada a armas químicas", disse o porta-voz do Pentágono, Jeff Davis.

Davis não comentou do que se trata exatamente, mas acrescentou que a nova atividade teve início nos últimos dias, se tornando mais "evidente" nas últimas 24 horas.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала