EUA ameaçam congelar cooperação com a Rússia na Síria

© Ministério das Relações Exteriores da Federação da Rússia / Abrir o banco de imagensSergei Lavrov e John Kerry em Viena
Sergei Lavrov e John Kerry em Viena - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O secretário de Estado dos EUA, John Kerry, ameaçou cortar todos os contatos com a Rússia na Síria, a menos que cesse o bombardeio russo e sírio em Aleppo.

Bairros leste da cidade de Aleppo, Síria, 2016 (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Dois maiores hospitais de Aleppo bombardeados; Ban Ki-moon fala em 'crimes de guerra'
Kerry disse ao chanceler russo, Sergei Lavrov, que os Estados Unidos estão preparados para suspender o engajamento bilateral com a Rússia na Síria, a menos que Moscou tome medidas imediatas para acabar com as operações militares sírias na cidade de Aleppo e restabeleça um cessar-fogo, segundo informou o porta-voz do Departamento de Estado norte-americano, John Kirby, em um comunicado de imprensa nesta quarta-feira (28).

"[Kerry] informou o ministro das Relações Exteriores [Lavrov] que os Estados Unidos estão fazendo os preparativos para suspender o engajamento bilateral EUA-Rússia na Síria – incluindo a criação do Centro de Implementação Conjunta – a menos que a Rússia tome medidas imediatas para acabar com a ofensiva a Aleppo e restaure a cessação das hostilidades", diz o comunicado.

O governo do presidente Bashar Assad, apoiado pela aviação de guerra russa, bem como por milícias xiitas do Irã, do Iraque e do Líbano, lançou uma grande ofensiva para retomar o controle sobre a cidade síria, último reduto urbano significativo dos terroristas do Daesh (autodenominado Estado Islâmico).

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала