Obama comuta penas de 214 condenados por crimes relacionados a drogas

© AFP 2022 / MANDEL NGANPresidente norte-americano Barack Obama antes da sua partida para a cúpula da OTAN na Polônia, EUA, 7 de julho de 2016
Presidente norte-americano Barack Obama antes da sua partida para a cúpula da OTAN na Polônia, EUA, 7 de julho de 2016 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O presidente dos EUA, Barack Obama, anunciou nesta quarta-feira (3) a comutação das sentenças de 214 infratores da legislação antidrogas do país, no que está sendo considerado o maior ato único de clemência presidencial em mais de um século.

Presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte - Sputnik Brasil
Presidente filipino sugere que a própria população mate os viciados em drogas
A Casa Branca disse que Obama perdoou um novo grupo de prisioneiros, no qual estavam 67 indivíduos condenados à prisão perpétua.

A maior parte dos beneficiados, contudo, havia sido condenada por crimes não violentos, como posse ou distribuição de crack e cocaína.

A ação "representa o maior número de subvenções em um único dia desde pelo menos 1900", disse Neil Eggleston, conselheiro presidencial na Casa Branca.

No total, Obama já decretou 562 comutações, "mais do que os nove presidentes anteriores combinados", acrescentou Eggleston.

A medida é parte do esforço de Obama para avançar a reforma da justiça criminal nos EUA, que atualmente têm uma das maiores taxas de encarceramento do mundo, com um número desproporcional de negros e hispânicos atrás das grades.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала