- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Fifa 17 tem votação para jogador-propaganda sem Messi, CR7 e Neymar

© AFP 2022 / DENIS CHARLET / Abrir o banco de imagensEden Hazard
Eden Hazard - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A EA Sports abriu na última semana uma votação em seu site para a escolha do jogador de futebol que irá ilustrar a capa da próxima edição do game Fifa, que deve ser lançada no final de setembro. Lionel Messi, que foi o garoto-propaganda do jogo por muito tempo, está fora da disputa, assim como Neymar e Cristiano Ronaldo.

Lionel Messi - Sputnik Brasil
Messi conquista a Bola de Ouro da Fifa pela quinta vez
O craque argentino ilustrou a capa do videogame de 2012 até 2016. Mas, após o escândalo de sonegação envolvendo o atleta e o seu pai, condenados recentemente por não declarar milhões de euros recebidos entre 2007 e 2009 por direitos de imagem, a empresa responsável pelo Fifa 17 decidiu escolher uma cara nova para o jogo. A escolha mais óbvia, para a maioria, seria a de um dos outros jogadores apontados como os melhores do mundo. Mas não foi bem isso que aconteceu. 

Até o próximo dia 19, os fãs do game deverão escolher entre James Rodríguez, do Real Madrid, Anthony Martial, do Manchester United, Eden Hazard, do Chelsea FC, e Marco Reus, do Borussia Dortmund. Por razões ainda não explicadas, Cristiano Ronaldo, Neymar, Luis Suárez, Gareth Bale, Zlatan Ibrahimović, Robert Lewandowski e Antoine Griezmann, entre outros craques de grande destaque, ficaram de fora da lista. 

De acordo com alguns fãs, o fato de esses quatro jogadores serem também embaixadores globais do game não deveria limitar a escolha do garoto-propaganda. Embora todos sejam excelentes e muito importantes para suas equipes, alguns usuários do game não ficaram muito felizes por não poder escolher Neymar ou CR7, por exemplo. 

Para Marcio Cordovez, Relações Públicas apaixonado pelo game, os desenvolvedores deveriam se focar "em craques que se destacaram e seus times foram campeões na última temporada". 

"Hazard, por exemplo, teve uma temporada bem abaixo, e o Chelsea não ganhou nada. Pensar em um craque sem pensar no Cristiano Ronaldo não existe", disse ele, acrescentando que Jamie Vardy, atacante do Leicester City, também deveria ter sido lembrado por levar o seu clube a uma conquista inédita e pouco provável na Premier League, na qual foi eleito o melhor jogador da última temporada.

Outro fã, o jornalista Rodrigo Cherem acredita que os responsáveis pelo jogo podem ter pensado em dar visibilidade a jogadores em ascensão, o que justificaria a ausência de CR7, mas não a de Neymar. 

"Único jogador brasileiro que deveria estar lá", opinou. "Acho a ausência do Neymar uma bola fora".

O ganhador da disputa de jogador-propaganda será revelado no final do mês, no site da votação. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала