Apesar de Orlando, Senado dos EUA rejeita proposta para enrijecer venda de armas no país

© AP Photo / Ed AndrieskiThis photo taken on Thursday, June 27, 2013, shows a rack of rifles at Firing-Line gun store in Aurora, Colo.
This photo taken on Thursday, June 27, 2013, shows a rack of rifles at Firing-Line gun store in Aurora, Colo. - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O Senado dos EUA rejeitou nesta quinta-feira (23) um segundo projeto de lei propondo proibir a venda de armas para pessoas procuradas pelas autoridades por suspeita de ligação com atividades terroristas, informa a agência Reuters.

De acordo com as mídias locais, o projeto não conseguiu alcançar o mínimo de 60 votos entre os 100 senadores da Casa para ser aprovado.

Un sobreviviente del atentando en Orlando - Sputnik Brasil
‘À espera da morte’: vídeo capta momentos do atentado em Orlando
Na segunda-feira (20), o Senado já havia rejeitado outras quatro emendas legislativas propondo aumentar o controle sobre a venda de armas no país. As propostas, apresentadas tanto por republicanos como por democratas, buscavam, entre outras coisas, aumentar o financiamento das fiscalizões das vendas de armamentos e introduzir restrições para vendas através da internet.

As emendas foram apresentadas na sequência do massacre de Orlando, quando 49 pessoas foram mortas e outras 50 ficaram feridas por um atirador dentro de um clube gay no dia 12 de junho deste ano.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала