Washington: ameaça de guerra nuclear entre EUA e Rússia diminuiu significativamente

© East News / USA/Science Photo LibraryNuvem após teste nuclear americano em 17 de janeiro de 1962
Nuvem após teste nuclear americano em 17 de janeiro de 1962 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O assessor do secretário de Estado dos EUA Thomas Kantrimen falou nesta segunda-feira (28) em uma significativa redução dos riscos de haver uma guerra nuclear entre a Rússia e os EUA.

"Podemos dizer, tal qual o fez em 2009, em Praga, o presidente dos EUA Barack Obama, que a ameaça de uma guerra nuclear entre a Rússia e os EUA diminuiu significativamente" – disse Kantrimen durante uma entrevista coletiva sobre a próxima cúpula de segurança nuclear, a ser realizada em Washington.

Apesar de um cenário relativamente otimista, o porta-voz do Deparatamento de Estado lamentou o fato de a Rússia não participar desta próxima cúpula nos EUA e destacou a importância de os dois países continuarem avançando na cooperação sobre o tema da segurança nuclear.

General Philip Breedlove - Sputnik Brasil
Comandante da OTAN acusa Rússia de ‘conversas irresponsáveis’ sobre arsenal nuclear
Ele ressaltou ainda o fato de a Rússia estar continuamente melhorando o controle sobre suas reservas de materiais nucleares como o urânio e o plutônio enriquecidos. Nas suas palavras, "isso é um resultado concreto da cooperação" entre a Rússia e os EUA.

Por sua vez, durante a mesma entrevista coletiva, o coordenador do Departamento de Estado para a redução de ameaças, Bonnie Jenkins, observou o fato de Moscou ter participado dos três últimos fóruns internacionais sobre o tema da segurança nuclear. Ele declarou, no entanto, que Washington "entende a decisão da Rússia em não participar" desta próxima cúpula.

"Nós continuamos trabalhando com a Rússia em uma série de áreas, como, por exemplo, a iniciativa global da luta contra o terrorismo. É claro que, atualmente, a nossa cooperação foi reduzida, mas ela continua" – disse Jenkins.

Nas suas palavras, os EUA esperam poder continuar trabalhando com a Rússia e outros países sobre o tema da sergurança nuclear.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала