Imprensa fala em pânico à bordo do Boeing da FlyDubai que explodiu na Rússia

© REUTERS / StringerFuncionários do Ministério de Emergências no local do acidente do voo FZ981, da FlyDubai
Funcionários do Ministério de Emergências no local do acidente do voo FZ981, da FlyDubai - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O Boeing da companhia FlyDubai, que explodiu ao se chocar com o solo no aeroporto de Rostov-no-Don, pode ter começado a cair logo após o desligamento do piloto automático. Segundo imprensa russa, gritos eram ouvidos da cabine do piloto da aeronave.

A informação foi divulgada nesta sexta-feira (25) pela emissora de TV Rossiya 1, que citou uma fonte na comissão de inquérito do acidente.

Emergencies Ministry members work at the crash site of a Boeing 737-800 Flight FZ981 operated by Dubai-based budget carrier Flydubai, at the airport of Rostov-On-Don, Russia, March 19, 2016. - Sputnik Brasil
Investigação sobre acidente da FlyDubai é prioridade máxima na Rússia
A emissora russa teve acesso às gravações das últimas comunicações entre a equipe da aeronave, feitas um minuto antes do impacto com a terra, com base nas quais foi feita a modelarem da situação que provocou a catástrofe.

Segundo divulgado, quando o primeiro piloto toma a decisão de remeter, o Boeing sobe para o nível de 1500 metros. “O ganho de altura segue no automático por 40 segundos. Sem ter alcançado o nível, o comandante desligou o piloto automático. O motivo ainda não está claro. É possível que a aeronave tenha sido fortemente sacudida. Mas a partir desse segundo, após o desligamento do piloto automático, o Boeing mergulha em queda”, citou emissora um dos trechos do relatório da comissão de inquérito. 

Emergencies Ministry members work at the crash site of a Boeing 737-800 Flight FZ981 operated by Dubai-based budget carrier Flydubai, at the airport of Rostov-On-Don, Russia, March 19, 2016. - Sputnik Brasil
Acidente da FlyDubai na Rússia: possíveis causas
Segundo a gravação da cabine, um dos pilotos disse ao outro: “não se preocupe, puxe!”. Os jornalistas da TV Rossiya 1, com base em consultas com especialistas, levantaram a suposição de que, após o desligamento do piloto automático, o comandante da aeronave tentou estabilizar o voo em uma posição horizontal, no entanto, após o mergulho, foi ativado o estabilizador vertical. Como resultado disso, o leme perdeu eficiência, mas os pilotos não tiveram tempo para entender o problema. 

Segundo a emissora, o motivo da ativação do estabilizador não está claro. 

“Durante os últimos seis segundos, segundo nossa fonte, foi possível ouvir gritos inumanos vindos da cabine”, informou a emissora Rossiya 1.

Avião Boeing-737-800 das linhas aéreas FlyDubai - Sputnik Brasil
Avião da FlyDubai cai em Rostov-no-Don, não há sobreviventes
Em 24 de março foi anunciado que os resultados preliminares da análise das gravações e das caixas pretas do Boeing poderão ser divulgados no prazo de duas semanas.

Em 19 de março, sábado passado, o Boeing 737-800 da companhia FlyDubai explodiu durante a aterrissagem no aeroporto de Rostov-no-Don, matando todas as 62 pessoas a bordo. Segundo informações preliminares, a aeronave não conseguiu pousar na primeira tentativa e arremeteu para uma segunda e depois uma terceira tentativas. Estando em uma altura de aproximados 900 metros e a uma velocidade acima de 400 quilómetros por hora, o Boeing tombou para esquerda e caiu praticamente de modo vertical à esquerda da pista de pouso. A comissão de inquérito segue investigando o caso. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала