- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Promessa para São Pedro: Alckmin promete chocolate se chuvas salvarem o Cantareira

CC BY-SA 2.0 / Carlos Adampol Galindo / Aridez do terreno de Regresso a Uyuni, BolíviaSeca ou chocolate?
Seca ou chocolate? - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, disse ontem (21) que dará uma caixa de chocolates a Benedito Braga, secretário estadual de Saneamento e Recursos Hídricos, se o sistema Cantareira sair do volume morto ainda este ano.

​"Estamos preparados e torcendo para chover, os reservatórios estão subindo. Eu tenho uma disputa com o Benedito Braga: ele acha que nós vamos sair da reserva técnica, que o pessoal chama de volume morto, até o dia 31. Se sair, vai ganhar um caixa de chocolate Garoto", brincou Alckmin durante cerimônia de inauguração de pôlderes para conter enchentes em Franco da Rocha, na Grande São Paulo.

Desperdício de água. - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Desperdício de água no Brasil pode resultar em perdas de R$ 25 bi até 2020
​Em alta desde o final de outubro, o Cantareira, principal reserva hídrica doestado de São Paulo, atualmente está com 26,5% de sua capacidade e precisa atingir 29,3% para não precisar mais bombear água do volume morto.

Na opinião de Braga, a crise hídrica que já dura há mais de um ano serviu para conscientizar a população. 

"Foi uma oportunidade muito boa para que todos, de agora em diante, usem mais eficientemente a água e deem a ela a importância que merece", afirmou.  

O que o governador e o secretário talvez não saibam é que, para produzir 1kg de chocolate, são necessários em média mais de 17 mil litros de água, segundo dados do site Water Footprint.

1 kg de carne bovina = 15.400 litros de água 1 kg de chocolate = 17.200 litros de água

Posted by HuffPost Brasil on Saturday, November 7, 2015

Brincadeiras à parte, o fato é que as chuvas de verão têm ajudado o Cantareira a recuperar sua capacidade de armazenamento. O governo Alckmin, por sua vez, continua sendo alvo de críticas por negligência em relação à gestão da segurança hídrica do estado.

​No início do ano, manifestantes protestaram contra a relutância do governador em declarar oficialmente o racionamento de água em São Paulo. Nas redes sociais, a pauta deu vazão ao movimento (irônico) "Banho coletivo na casa do Alckmin", subscrito por quase 170 mil pessoas.


Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала