Política de Merkel ajuda o Daesh?

© REUTERS / Lukas BarthRefugiados e imigrantes na estação ferroviária de Munique, Alemanha, 1 de Setembro de 2015
Refugiados e imigrantes na estação ferroviária de Munique, Alemanha, 1 de Setembro de 2015 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A chanceler da Alemanha perdeu controle da situação dos refugiados, escreveu a mídia alemã, sublinhando a possibilidade de que os terroristas podem aproveitar da situação e, então, Angela Merkel deverá pôr fim à sua carreira.

A publicação alemã Welt informou em um artigo recém-publicado que, segundo informação das autoridades do país, o Daesh recebeu dezenas de milhares de passaportes "legais", sendo agora mais fácil para eles entrar a Europa.

Segundo a publicação respeitada, a situação pode levar ao fim da carreira de Angela Merkel, porque tudo o que atualmente acontece em relação à crise migratória na Europa faz parte da política de "portas abertas" proposta por Merkel e que se tornou em uma fonte de problemas que parecem não ter fim.

Parisienses em luto após ataques terroristas de 13 de novembro - Sputnik Brasil
Será que política europeia gera terroristas?
Durante os próximos meses, a identificação da identidade dos refugiados só acontece em 10% de casos, o que significa a perda total de controle da situação por parte das autoridades da Alemanha, sublinha o autor do artigo.

Segundo a pesquisa da opinião pública realizada pela publicação alemã, representantes das autoridades da Alemanha têm certeza de que a deteção de documentos falsificados não representa problema para os funcionários alemães nas fronteiras. 

Jihadista John - Sputnik Brasil
Daesh captura 3.000 passaportes oficiais na Síria e pode enviar terroristas à UE
Mesmo assim, nota a Welt, a questão se torna mais aguda quando se trata de documentos legais que os terroristas do Daesh adquiriram ilegalmente.

Segundo a publicação, os especialistas alemães declaram que é preciso qualificar as maquinações dos terroristas com passaportes como provocação, desejo de mostrar que eles podem usar a hospitalidade europeia para atingir os seus objetivos.

Nesta conexão, podemos perguntar: quanto mais vão durar estas provocações até que o governo da Alemanha comece a considerar a possibilidade de aumentar as medidas de segurança? Porque, se acontecer um atentado, primeiramente a sociedade associará os acontecimentos com a política fora de controle das autoridades devido à prática de "portas abertas", destacou o artigo.

Quem neste caso apoiará Merkel?— pergunta o autor do artigo.

"Porque do sucesso de regulação da crise migratória depende a continuação da chanceler no poder. Agora, o seu destino político está nas mãos do Daesh", escreveu.

Interpol. - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Interpol pode procurar sírios que fraudaram passaporte no Brasil
A Europa vive pior a crise migratória desde os tempos do fim da Segunda Guerra Mundial. De acordo com a Comissão Europeia, desde o início do ano, mais de 500 mil refugiados e imigrantes conseguiram chegar ao território da União Europeia. Apesar das quotas várias vezes aceitas e revisadas por Bruxelas, as autoridades de muitos países da União recusam-se a lidar com tal quantidade de pessoas oriundas dos locais de conflito.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала