Rússia não detecta ataques da coalizão contra comboios de petróleo do Daesh

© AFP 2022 / YOUSSEF KARWASHAN Jazida de petróleo de Rmeilane, na província de Hasakeh, na Síria
Jazida de petróleo de Rmeilane, na província de Hasakeh, na Síria - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O Estado-Maior General russo afirma que não detectou ataques da coalizão liderada pelos EUA comboios de petróleo do grupo terrorista Estado Islâmico (Daesh em árabe).

Um militante do Estado Islâmico caminha sobre escombros na Síria. - Sputnik Brasil
Luta linguística antiterrorista: por que usamos ‘Daesh’ em vez de ‘Estado Islâmico’?
"Não há sinais de que a coalizão tenha destruído tanques dos terroristas”, disse o chefe da direção de Operações do Estado-Maior, General Sergey Rudskói.

Ao mesmo tempo, ele assegurou que, após o início da operação russa na Síria, o número de navios-tanque do Daesh caiu "dramaticamente".

Rudskói afirmou que os terroristas têm um total de 8.500 caminhões transportando até 200 mil barris por dia ilegalmente.

De acordo com o Estado-Maior, depois de cruzar a fronteira os caminhões são dirigidos aos portos turcos de exportação de petróleo para outros países.

Durante a conferência de imprensa, foram mostradas imagens de satélite onde comboios petroleiros que avançavam pelo território controlado por terroristas do EI, indo para a Turquia.

 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала