- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Dilma e Obama fecham acordo para combater a mudança climática

© Roberto Stuckert Filho/PR / Abrir o banco de imagensPresidenta Dilma Rousseff durante reunião de trabalho com o presidente dos Estados Unidos da América, Barack Obama. (Washington - EUA, 30/06/2015)
Presidenta Dilma Rousseff durante reunião de trabalho com o presidente dos Estados Unidos da América, Barack Obama. (Washington - EUA, 30/06/2015) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Os chefes de Estado de Brasil e Estados Unidos anunciaram nesta terça-feira, 30, em Washington, uma parceria para combater as principais causas da mudança do clima, com destaque para a meta de 20% de participação de fontes renováveis nas matrizes energéticas dos dois países.

Segundo o documento apresentado pela presidenta Dilma Rousseff, o Brasil se compromete a restaurar e reflorestar 12 milhões de hectares de florestas até 2030 e implementar políticas para eliminação do desmatamento ilegal. 

Presidenta Dilma Rousseff durante jantar oferecido pelo Presidente dos Estados Unidos da América, Barack Obama - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Dilma discutiu clima, terrorismo e comércio em jantar com Obama, diz ministro

Afirmando buscar um acordo ambicioso que possa refletir as responsabilidades comuns, Obama e Dilma prometeram também fazer o máximo para superar possíveis obstáculos à assinatura de um acordo na COP 21, a Conferência de Paris sobre Mudança Climática, que acontecerá no final deste ano. Para levar a ideia adiante, Brasil e EUA se basearão em uma Iniciativa Conjunta sobre Mudança do Clima, que será gerida por um novo grupo de trabalho, visando a ampliar a cooperação em relação ao uso da terra e da energia limpa e a estabelecer diálogos políticos sobre o clima. Essa troca de informações, aliás, poderá contar com a participação de outras nações. 

Ainda de acordo com o comunicado, os dois países conduzirão diversas pesquisas sobre fontes alternativas de energia, trabalharão em conjunto na geração de energia nuclear segura e sustentável e compartilharão experiências para reduzir os impactos da mudança climática em áreas como biodiversidade e ecossistemas, infraestrutura, produção agrícola e segurança alimentar e recursos hídricos.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала