Moscou pede OSCE mais ativa na manutenção da segurança na Europa

© AP Photo / Dmitry LovetskyDrone da OSCE decola em Mariupol, na Ucrãnia
Drone da OSCE decola em Mariupol, na Ucrãnia - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A crise ucraniana provou que a Europa tem problemas de segurança sistemáticos e que a OSCE se tornou a "única plataforma para diálogo político", afirmou um oficial sênior do Ministério de Relações Exteriores da Rússia nesta quinta-feira.

Monitores da OSCE observam aumenta nos conflitos no Leste da Ucrânia - Sputnik Brasil
OSCE: Cresce o número de civis mortos em consequência dos confrontos no leste da Ucrânia
A Organização para Segurança e Cooperação na Europa (OSCE) poderia participar de forma mais ativa no fortalecimento da segurança na Europa, afirmou nesta quinta-feira Ivan Soltanovsky, chefe o Departamento de Cooperação Europeia do Ministério de Relações Exteriores da Rússia.

"Os eventos na Ucrânia demonstraram que essa organização que, ao longo do tempo, infelizmente, costumava ficar à sombra, tornou-se essencialmente a única plataforma para diálogo político,… e a longo prazo poderia ajudar a solucionar a crise sistêmica de segurança na Europa", afirmou Soltanovsky.

Moscou está convencida de que a Europa vem sofrendo crises de segurança apesar de a maioria acreditar que a situação na Europa se deteriorou principalmente por causa da crise ucraniana, declarou Soltanovsky.

A crise ucraniana cresceu em abril de 2014, quando Kiev lançou uma campanha militar contra independentistas da região de Donbass que estavam descontentes com o que eles classificavam como um governo imposto por golpe.

A OSCE executa uma missão de monitoramento na Ucrânia e vem fiscalizando os acordos de cessar-fogo.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала