Sanções contra Rússia custaram a Noruega aumento do desemprego no setor do petróleo

© AP Photo / Eric Gay, FileProdução de petróleo
Produção de petróleo - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O inverno que vem será “o mais escuro” para a economia norueguesa, dizem os especialistas de Confederação das Empresas da Noruega (NHO).

O relatório da NHO mostra que o óbvio declínio da economia norueguesa, principalmente, começou por causa da diminuição do investimento nas indústrias de petróleo e gás.

Vista do Kremlin de Moscou - Sputnik Brasil
Moscou prepara nova resposta à "guerra de sanções" travada pelo Ocidente
“O desemprego está aumentando. Vemos isso do barômetro econômico. Durante o primeiro trimestre de 2015, o número de desempregados está na faixa de 140 mil pessoas”, disse o presidente da NHO, Торе Ulstein.

Os países ocidentais desde março de 2014 várias vezes impuseram sanções contra a Rússia. Em março de 2015 foi expandida a lista das sanções dos EUA, e em 21 de junho os chefes dos países da União Europeia prorrogaram as sanções econômicas até 31 de janeiro de 2016. Noruega juntou-se a eles.

A queda dos preços mundiais do petróleo, devido à situação da economia da Rússia, junto com o aumento do custo de sua produção levou ao fato de que as empresas petrolíferas norueguesas reduziram os orçamentos, e isso afetou o mercado de trabalho.

Agricultores poloneses protestam contra embargo russo - Sputnik Brasil
Economista: perdas da Europa devido às sanções contra Rússia excedem todas previsões
No início deste ano, o mercado tinha 330 mil cargos no setor de petróleo. Na quarta-feira a edição E24 informou que a partir de 1 de janeiro de 2014 seus empregos perderam mais de 21 mil pessoas. Mais cedo os analistas de Handelsbanken assumiram que o número de cargos diminuiria até 30 mil em 2016. Agora eles reconhecem que a situação poderá ser pior, disse um dos analistas, Marius Gonsholt Hov. Na sua opinião, agora chegou o período mais difícil para os funcionários do setor petrolífero.

O economista-chefe do Swedbank, Harald Magnus Andreassen, acredita que a redução dos funcionários nas áreas, relacionadas com a indústria do petróleo, pode atingir 10-15%.

“Trata-se de 50 mil dos cargos”, disse Andreassen na entrevista à E24.

O analista-chefe de Nordea Markets, Erik Bruce, disse que outros setores econômicos também podem sofrer: por causa da redução de custos, se realizam poucas conferências e seminários, e por isso sofrem a indústria hoteleira, restaurantes e o setor residencial.

Além disso, o chefe de Norsk Industri, Knut Sunde, lembrou que todo ano a Noruega tem perdido cerca de 20 bilhões de coronas devido ao desenvolvimento do setor do petróleo da Ásia, relata Dagens Naeringsliv.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала