Número de pedidos de asilo em Portugal dobra com conflitos na Ucrânia e no Oriente Médio

© AP Photo / Boris GrdanoskiMigrantes da Síria e do Afeganistão embarcam em trem na Macedônia rumo à Sérvia. Número de refugiados em 2014 foi recorde.
Migrantes da Síria e do Afeganistão embarcam em trem na Macedônia rumo à Sérvia. Número de refugiados em 2014 foi recorde. - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O diretor nacional do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras de Portugal, António Beça Pereira, divulgou nesta terça-feira (23), durante a cerimônia que marcou o 39º aniversário do órgão, que o número de pedidos de asilo político no país deve duplicar este ano em relação a 2014. Desde janeiro, foram aproximadamente 500 solicitações.

“Este ano temos um número crescente de pedidos, já atingimos este mês o número total do ano passado. O que significa permitir pensar que atingiremos os 100% de crescimento em relação ao ano anterior”, afirmou Beça Pereira.

Refugiados ucranianos fazem filas na fronteira com a Rússia - Sputnik Brasil
ONU divulga número recorde de refugiados, deslocados internos e asilados em 2014
Segundo ele, a justificativa para a grande maioria dos pedidos é humanitária. O diretor do serviço destacou que uma parte considerável das solicitações veio de cidadãos oriundos da Ucrânia. “Há muitos ucranianos que têm familiares e amigos em Portugal devidamente instalados e que se estão a socorrer deles para procurar o nosso território.”

Beça Pereira também informou que outra boa quantidade de pedidos de asilo político vem de pessoas fugindo das guerras no Oriente Médio. Um relatório divulgado pelo Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) apontou a Rússia como o país que mais recebeu refugiados em 2014, com quase 275 mil pessoas.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала