Demanda de títulos russos supera oferta em vezes

Nos siga noTelegram
A demanda pelas ações e obrigações emitidas pelo governo da Rússia supera a oferta em vezes, declarou o ministro das Finanças russo, Anton Siluanov nesta sexta-feira, 19 de maio.

A declaração foi feita durante o seu discurso no Fórum Econômico Internacional de São Petersburgo.

“O nosso setor das finanças, segundo eu estou vendo nos títulos de Estado, está aumentando, e muito rapidamente. Olhem, os nossos títulos são comprados o tempo todo, inclusive pelos estrangeiros, com um excesso significativo da demanda sobre a oferta – em três, e mesmo seis vezes numa sessão”.

O XIXº Fórum Econômico Internacional de São Petersburgo (SPIEF 2015) é realizado de 18 a 20 de junho na capital do norte russa e este ano tem como tema “Hora de Agir: Compartilhando Caminhos para o Crescimento e a Estabilidade”. O Fórum conta ainda com uma série de outros eventos destinados a empresários que buscam novas oportunidades de investimento na Rússia e no continente asiático.

Josh Earnest, porta-voz da Casa Branca - Sputnik Brasil
Casa Branca: sanções antirrussas continuarão apesar de consequências à economia da UE
Os países europeus e EUA aplicaram as sanções contra Rússia em diversas ocasiões de 2014 e as prorrogaram em 2015 por conta da situação na Ucrânia. Moscou tem afirmado repetidamente que não tem interferência no conflito interno ucraniano e possui interesse na resolução pacífica do confronto. Mas o presidente norte-americano, Barack Obama, não quer deixar a política de sanções e na nota para prorrogá-las declarou que a situação de “ameaça extraordinária à segurança e à política externa dos EUA” persiste.

Sanções antirrussas são suicídio para Europa
Sanções antirrussas são suicídio para Europa - Sputnik Brasil
Sanções antirrussas são suicídio para Europa

Muitos especialistas na política e economia, bem como altos cargos políticos de vários países do mundo, declaram que a política de sanções deve ser reconsiderada, especialmente tendo em conta que as sanções só têm efeito negativo à economia da União Europeia.

Заместитель председатеArkady Dvorkovichля правительства РФ Аркадий Дворкович - Sputnik Brasil
Vice-premiê russo minimiza efeito das sanções ocidentais sobre o país
A economia russa, para surpresa de muitos analistas, está recuperando. As previsões de que as sanções estrangulariam a economia russa provaram falsas. O vice-primeiro-ministro da Rússia, Arkady Dvorkovich, afirmou nesta quinta-feira (18) que as sanções ocidentais não têm efeito significativo sobre a economia russa. Segundo ele, a desaceleração da economia registrada em 2015 foi provocada pela crise dos preços do petróleo, e não às sanções.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала