Sanções contra a Rússia podem custar 100 bi de euros aos cofres da União Europeia

© Sputnik / Vladimir Sergeev / Abrir o banco de imagensBandeiras da Rússia e da União Europeia
Bandeiras da Rússia e da União Europeia - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A crise econômica na Rússia, provocada pelas sanções da União Europeia, poderá custar à Europa um prejuízo de 100 bilhões de euros nos próximos anos e custar 2 milhões de vagas de trabalho, informou nesta sexta-feira o jornal Die Welt, citando o instituto austríaco de pesquisas econômicas (Wifo).

Painel “Economia Mundial: Novos Desafios e Horizontes” - Sputnik Brasil
Ex-chanceler da Itália: sanções antirrussas são suicídio para Europa
“A queda nas exportações, que observamos desde o outono do ano passado, é uma realidade. Se a situação não mudar radicalmente, enfrentaremos um cenário mais pessimista possível”, disse ao jornal Oliver Fritz, um dos pesquisadores do instituto. 

Segundo a pesquisa, a maior prejudicada será a Alemanha. Se nada mudar, a produtividade da economia alemã poderá cair em, pelo menos, 1 por cento. Outros países também sofrerão perdas. Segundo especialistas do Wifo, Itália pode perder 200 mil vagas de trabalho e 0,9 por cento de produtividade econômica, enquanto a França perderá 150 mil vagas de trabalho e 0,5 por cento da produtividade. 

Segundo a publicação, a Comissão Europeia tem uma visão contrária e avalia as consequências das sanções contra a Rússia como “relativamente insignificantes e superáveis”.  

Заместитель председатеArkady Dvorkovichля правительства РФ Аркадий Дворкович - Sputnik Brasil
Vice-premiê russo minimiza efeito das sanções ocidentais sobre o país
As relações entre a Rússia e o Ocidente deterioraram-se por conta da situação na Ucrânia. Em julho do ano passado, a UE e os Estados Unidos aplicaram sanções pontuais contra certos indivíduos e empresas da Rússia. Em seguida, foram implementadas medidas restritivas em relação a setores inteiros da economia russa. Em resposta, a Rússia restringiu a importação de produtos alimentares de países que impuseram as sanções.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала